Avaí

Barroca afirma ter confiança no grupo de jogadores do Avaí, apesar dos desfalques

Leandro Boeira/Avaí

O Avaí entra em campo amanhã (22), às 19h, quando enfrenta o Athletico Paranaense, na Arena da Baixada. Vindo de derrota diante do Juventude, na Ressacada, a equipe visa se recuperar atuando fora de casa. Para o confronto, Eduardo Barroca não conta com os artilheiros do time no Brasileirão Guilherme Bissoli, que pertence ao adversário, e Muriqui, fora por lesão na posterior da coxa direita. Além deles, o zagueiro Bressan também é dúvida para a partida.

O Leão da Ilha busca sua primeira vitória longe da Ressacada contra o Athletico Paranaense. Até o momento, o time soma uma derrota para o Corinthians e um empate diante do Internacional. Eduardo Barroca, treinador da equipe, comentou sobre a dificuldade de jogar na Arena da Baixada, mas reiterou que sua equipe está pronta para realizar uma grande partida.

— É um jogo diferente. É um jogo com outra velocidade, precisamos estar prontos para isso. É sempre importante começar o jogo no nível de atenção alto, pois o Athletico costuma impor seu ritmo desde o início, então é estar pronto para esse desafio. Sabemos que é difícil, mas tenho convicção de que podemos ir lá e fazermos um grande jogo — disse Barroca.

O retrospecto recente do Leão da Ilha é negativo contra a equipe paranaense. Nas últimas dez partidas, o Avaí perdeu seis, empatou duas e venceu duas. Ademais, os desfalques foram tema da entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (20) na Ressacada. Rodrigo Freitas, Dentinho e Pottker devem entrar no lugar de Bressan, Muriqui e Bissoli respectivamente. Inclusive, Barroca destacou a ausência dos atletas.

— Jogadores importantes e que vêm sendo decisivos, mas muita confiança nos jogadores que vão entrar e iniciar a partida. Valorizar quem está tendo a oportunidade de entrar. Tenho total tranquilidade e convicção de que quem vai entrar sabe exatamente o que vai fazer. A gente perde em características individuais, mas estamos apurando isso durante a semana — comentou o treinador do Avaí.

O adversário de domingo vem de vitória na Libertadores contra o Libertad, contudo, perdeu para o Fluminense na última rodada do Brasileirão. O confronto também coloca o treinador do Avaí frente a frente com Luiz Felipe Scolari. Eduardo Barroca falou acerca do respeito e admiração que tem por Felipão e da dificuldade encontrada na divisão de Elite do futebol brasileiro.

— Uma obrigação da minha geração é valorizar o que o Felipão fez e faz com o futebol. Já tive o orgulho de jogar contra o Felipão. Tenho um respeito enorme por ele, pela vida esportiva dele e pela forma como ele me trata. O Campeonato brasileiro é muito difícil, não existe jogo fácil. O Campeonato não é uma corrida de 100 metros e sim uma maratona. Em algum momento, vamos oscilar e a gente precisa estar preparado para isso. Nosso time se dedicou (contra o Juventude), correu muito e isso me dá um indicativo muito bom — completou Barroca.

O confronto é importante para as pretensões de ambas equipes no Campeonato. Avaí e Athletico estão a quatro pontos separados na tabela. O Leão da Ilha está na 7ª colocação e o Furacão em 15º lugar, podendo terminar a rodada na zona de rebaixamento. A partida ocorre amanhã à noite, às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba, em jogo válido pela 7ª rodada do Brasileirão.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top