Atlético-GO

Barroca projeta duelo contra o Galo e defende desempenho do Dragão; ‘O Atlético-GO ainda não oscilou’

Foto: Bruno Corsino-ACG

Eduardo Barroca está satisfeito com o desempenho do Atlético-GO até aqui no Brasileirão. Pelo menos foi isso que disse o técnico do Dragão, em entrevista coletiva concedida nesta quarta (30), no CT rubro-negro. O treinador acredita que, apesar de vir de derrota contra o Bragantino, o Atlético-GO ainda não oscilou. E crê que a performance do time na série A até o momento, é boa. Barroca também projetou o duelo que terá contra o Galo, na próxima rodada. Veja o que disse o comandante do Dragão:

+ Para saber tudo sobre o Atlético-GO, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook!

“Eu sou muito atento aos sinais. O futebol te dá alguns sinais que são muito importantes. No meu entendimento o Atlético-GO ainda não oscilou. Mesmo nas derrotas, temos jogado muito bem, temos sido muito competitivos… têm sido jogos de pequenos detalhes. Isso aumenta cada vez mais a minha confiança neste grupo de jogadores. Na dificuldade de calendário, muitos jogos em sequência, jogos de alto nível… a nossa equipe vem mantendo um padrão, organização coletiva, desempenho individual… Então eu estou bastante satisfeito com o que o Atlético vem construindo até agora.”

+ Análise: Com elenco enxuto, Atlético-GO precisa de peças de reposição à altura

“Jogo muito difícil (contra o Atlético-MG). Mas tenho muita confiança de que a gente pode ir lá no Mineirão fazer um grande jogo. Minha cabeça está 100% voltada para o Atlético Mineiro; preparação, escolha dos atletas, preparação física, observação do nosso último jogo contra o Bragantino… para poder dar um feedback para os atletas. A gente sabe do nível do adversário, sabemos que teremos que trabalhar mais uma vez no nosso limite para sermos competitivos neste jogo de quinta-feira.”

O Atlético Goianiense visita o Galo amanhã, às 19h, no Mineirão, pela oitava rodada do Brasileirão.

Leia + sobre: Barroca dispara: ‘O Atlético-GO ainda não oscilou’

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top