Cruzeiro

Belletti explica escolha por Thiago no time titular do Cruzeiro e convoca torcida para o Independência

Foto: Divulgação/Cruzeiro

Após empate diante do Vasco, em jogo válido pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Juliano Belletti, auxiliar técnico fixo do Cruzeiro e substituto de Vanderlei Luxemburgo em São Januário, concedeu entrevista coletiva aos canais oficiais do clube.

O profissional explicou a escolha pelo atacante Thiago, que é centroavante de origem e atuou juntamente com Marcelo Moreno, deslocado pela direita. Segundo ele, a opção pelo jogador se deve a capacidade de marcação do jogador, em uma tentativa de anular o qualificado toque de bola do adversário, no caso o Vasco. Confira o que foi dito:

— Aqui a gente tem dois lados, né? Um de enfrentar um time bastante ofensivo, entender que eles são jogadores que tocam muito bem a bola, bem ao estilo do treinador (Fernando Diniz). O Thiago, jovem, começou aqui na base do Cruzeiro jogando nessa posição (deslocado pela esquerda) e tem uma marcação muito forte. Então nós preferimos orientar o Thiago a ajudar na marcação e ao mesmo tempo explorar uma roubada de bola e buscar essa velocidade.

Leia também: Atuações ENM: Fábio faz ‘milagres’ e Ramon garante empate para o Cruzeiro; veja notas

Além disso, Belletti, que atuou como treinador pela primeira vez na carreira, elogiou o trabalho da comissão técnica cruzeirense. Para o auxiliar, em suma, o ponto forte do trabalho que vem sendo desenvolvido no Cruzeiro é a comunicação, e o principal papel dele é prestar auxilio ao treinado Vanderlei Luxemburgo.

O próximo compromisso celeste é diante do CSA, no dia 26 de setembro (domingo) na Arena Independência, em Belo Horizonte. Uma vez que a partida terá presença de público, Belletti aproveitou para convocar a torcida e citou a importância de criar um ambiente favorável para a Raposa:

— O que a gente se preocupa tanto é com o ambiente que a gente pode criar a favor do nosso time, independente do estádio. A gente não vai conseguir voltar para a Série A sozinho. A gente sim, precisa muito do apoio do torcedor. E sendo em Sete Lagoas, no Independência ou no Mineirão, a gente precisa do torcedor. Vamos lá, com confiança, pressionando o adversário e incentivando o nosso time em busca do nosso objetivo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top