Esportes olímpicos

Brasil fecha 1ª Etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade com duas medalhas

Isaquias Queiroz e Jacky Godmann
Foto: Reprodução/Twitter COB

Na manhã deste domingo (16), Isaquias Queiroz e Jacky Godmann conquistaram a medalha de bronze na prova C2 1000 metros na 1a etapa da Copa do Mundo de Canoagem Velocidade em Szeged, na Hungria. Com esse resultado, o Brasil fechou sua participação duas colocações no pódio da competição. A primeira, foi também de Isaquias com a prata na prova C1 1000 metros. O tempo de 3:50.75 segundos, foi o que deu a terceira colocação na prova C2 1000 para a equipe brasileira. O resto do pódio foi formado pela dupla alemã campeã de Sebastian Brendel e Tim Hecker e os cubanos Serguey Torres Madrigal e Fernando Dayan Jorge Enriquez na segunda colocação.

+Esportes Olímpicos

O tricampeão mundial também remou no C1 Masculino 500 metros, mas com os menos de 30 minutos de preparação entre uma final e outra e acabou sentindo o cansaço e desistiu no meio do percurso. Sobre a desistência, Isaquias explicou quais foram os motivos que o levaram a tal decisão.

– Eu parei porque eu estava muito cansado, foi pouco tempo entre uma prova e outra daí não deu. Tinha 33 minutos para me preparar, e ainda tinha o tempo para eu sair pegar o meu barco até a largada que saí correndo não deu, a prova foi muito apertada uma em cima da outra, mas o que vale foi o que fizemos aqui – lamentou. 

A canoagem brasileira já tem três cotas olímpicas na Canoagem Velocidade, sendo duas na categoria “canoa”, conquistadas no Mundial realizado em Szeged na Hungria em 2019 e uma no K1 Masculino 1000 metros definida há poucos dias pela Federação Internacional de Canoagem através das cotas continentais. A definição dos atletas da Canoagem Velocidade depende do parecer oficial do Comitê de Canoagem Velocidade que vai dizer quem serão os atletas representantes brasileiros até junho. Em Tóquio, as provas da Canoagem Velocidade serão realizadas entre 02 a 07 de agosto.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top