Futebol Feminino

Brasil joga bem e arranca o empate contra a Austrália em amistoso de futebol feminino

Brasil comemora o empate
Foto: Thais Magalhães/CBF

Na manhã desta terça-feira (26), Brasil e Austrália entraram em campo para o segundo e último amistoso da Data FIFA entre as Seleções, e diferente da partida anterior, as atletas protagonizaram um duelo extremamente disputado e com um empate das brasileiras no segundo tempo. O placar final da partida foi de 2 a 2, com gols de Polkinghorne e Kerr para as australianas e Érika e Debinha empatando a favor do Brasil.

Diferente da primeira partida, a treinadora Pia Sundhage trouxe a campo uma escalação mais próxima do que já era visto na Seleção Brasileira de Futebol Feminino, mantendo cinco das onze titulares da partida anterior, quatro delas na mesma posição. O Brasil iniciou o jogo com Lelê no gol, Tainara e Érika na zaga, Antonia pela lateral direita e Tamires na lateral esquerda. Pelo meio, Duda e Angelina faziam a conexão entre os setores ofensivo e defensivo do campo, enquanto Kerolin atuava pela ponta direita e Adriana na ponta esquerda. Marta e Debinha atuavam centralizadas no ataque, revezando no posicionamento de atleta mais avançada da equipe.

QUER FICAR POR DENTRO DE TUDO SOBRE A SELEÇÃO FEMININA? ENTÃO SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

Os principais destaques da partida foram Antonia, Kerolin, Angelina e Tainara. Na defesa, Tainara atuou de maneira segura e esteve presente no momento de matar as principais oportunidades ofensivas das australianas. Pelo meio, Angelina mais uma vez fez uma excelente partida, ajudando efetivamente tanto no ataque quanto na defesa, voltando para ajudar na marcação, travando chutes perigosos e sempre recuperando as bolas perdidas. Kerolin, pela ponta direita, também voltou a apresentar o bom desempenho das partidas anteriores, aparecendo como oportunidade de passe nas principais oportunidades brasileiras, driblando e levando perigo, especialmente em profundidade. E por fim, Antonia foi o grande nome da partida. Efetiva no setor ofensivo e defensivo, a defensora que atuou pela lateral conseguiu criar chances de gol, arriscar bons chutes de fora da área e voltar para auxiliar na defesa contra as australianas.

Austrália abre o placar logo nos primeiros minutos, mas o Brasil consegue se impor

Desde os primeiros minutos a partida desta terça-feira já se mostrava diferente do duelo anterior, com o Brasil criando as primeiras oportunidades logo aos cinco minutos de jogo, pelos pés de Antonia, que chegou em velocidade e bateu cruzado de fora da área. Porém, logo aos dez minutos a goleira Lelê já tomou o primeiro susto da disputa, quando as australianas conseguiram encaixar uma transição ofensiva extremamente rápida, quebrando as linhas brasileiras com facilidade e chegando ao gol com perigo, mas a goleira brasileira salvou, jogando a bola para escanteio. A sequência da jogada não foi tão positiva, quando Lelê consegue afastar a primeira bola das australianas, mas Tamires não teve o mesmo sucesso no seu cabeceio, dando a bola nos pés de Polkinghorne, que fez o primeiro gol do jogo em uma falha clara da marcação. 

A partir deste momento a Seleção Brasileira conseguiu se impor no jogo, marcando em linhas altas e pressionando as australianas, forçando o erro das adversárias. A estratégia funcionava bem e as brasileiras tinham o domínio da bola, mas muitos erros no último passe e a falta de capricho na finalização impediu que a nossa Seleção conseguisse chegar ao empate.

O momento de maior destaque do Brasil no primeiro tempo veio aos 19 minutos. Adriana, autora do gol brasileiro na primeira partida amistosa contra a Austrália, conseguiu a posse ao pressionar a saída de bola das adversárias e carregou o lance até a entrada da área, balançando e limpando a jogada. Para o azar da atacante do Corinthians, a finalização explodiu na trave direita da goleira Williams, passou rente à linha e saiu pelo fundo, levando as brasileiras a irem para o intervalo sem balançar as redes. 

Leia Mais:

+Pia rebate desempenho do Brasil em amistoso: ‘Tínhamos apenas dois treinos, foi difícil montar um time’

+Brasil perde para a Austrália em amistoso de futebol feminino

+Byanca Brasil, das Sereias da Vila, é a atual vice-artilheira do Paulistão

Austrália amplia, mas o Brasil muda a mentalidade em campo e busca o empate

O início do segundo tempo foi extremamente semelhante ao da primeira etapa, com o Brasil pressionando no início, mas sofrendo com as investidas australianas. E assim como no período inicial, o gol das donas da casa também saiu nos primeiros minutos do jogo. Aos sete minutos da etapa complementar, a referência australiana Sam Kerr recebeu a bola com liberdade dentro da área brasileira, e precisou apenas girar para limpar a marcação e mandar a bola para o fundo do gol, ampliando o placar para 2 a 0 a favor da Austrália.

A Seleção Brasileira não tinha voltado do vestiário no mesmo ritmo em que havia jogados os 45 minutos iniciais da partida, e se as visitantes pressionaram as donas da casa no primeiro tempo, agora era a vez das australianas marcarem alto e forçarem o erro do Brasil. O que parecia ser o momento de submissão da nossa Seleção em campo acabou tomando novos rumos aos 18 minutos, quando uma cobrança de escanteio impecável da Rainha Marta encontrou Érika livre no meio da área. A zagueira brasileira nem sequer precisou saltar para disputar a bola, precisando apenas cabecear para balançar as redes e diminuir a vantagem australiana no placar, fazendo 2 a 1.

Sete minutos após o primeiro gol, aos 25 do segundo tempo, mesmo não estando no melhor momento da partida o Brasil conseguiu buscar o empate. Após infiltrar pelo corredor esquerdo, Tamires enviou um míssil em direção ao gol, obrigando a goleira Willians a buscar a bola no seu no ângulo. Na sobra, Debinha conseguiu chegar antes da zagueira adversária e deixar tudo igual no placar.

Nos 20 minutos restantes de partida mais acréscimos, a mentalidade e o posicionamento brasileiros em campo foi completamente diferente do que era visto até então. Mais confiantes, as atletas não conseguiram anotar nenhum novo gol, mas souberam se impor em campo, pressionar as adversárias a todo tempo e criar muitas oportunidades, levando perigo ao gol australiano. O placar final da partida entre Brasil e Austrália foi de 2 a 2 no último amistoso da Data FIFA.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top