Cruzeiro

Se recuperando na Toca, Gabriel Brazão, cria da base do Cruzeiro, projeta ‘um dia voltar para retribuir’

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Cria da base do Cruzeiro e atualmente na Inter de Milão, o goleiro Gabriel Brazão precisou passar por uma cirurgia no joelho e está realizando a recuperação na Toca da Raposa.

Operado por Sérgio Campolina, médico do time mineiro, o jogador tem alternado os trabalhos nas dependências da Raposa e em casa. Apesar de não ser mais jogador da equipe celeste, em entrevista ao ge, o atleta destacou a felicidade em rever os amigos e afirmou ser extremamente grato ao Cruzeiro.

– Tem sido muito legal, de revê-los (pessoas da Toca). Pessoas que tenho carinho imenso. Sou muito grato ao Cruzeiro por abrir as portas para a minha recuperação, para que possa estar perto da minha família neste momento aqui no Brasil.

Veja também: Com condições especiais, venda de ingressos para Cruzeiro x Operário está liberada

Pouco tempo após ser comprado pelo Parma, o jogador foi adquirido pela Inter de Milão. Com pouco espaço no gigante italiano, passou, por empréstimos, pelo Albacete e Real Oviedo, da Espanha. Nesta temporada retornou à Inter e em um treinamento se machucou.

Antes da contusão, Brazão passou por outro momento difícil na temporada. Pré-convocado para a Olimpíada, o atleta não figurou na lista final de André Jardine. Apesar das decepções, o jovem disse estar feliz e mais maduro: 

– Completei dois anos e meio de Europa, onde sou muito feliz, aprendi muito. Tive duas temporadas emprestado. Agora voltei para a Inter, antes da minha lesão. Aprendizado muito grande. Estou muito feliz.

Por fim, o goleiro falou sobre a saída do país, quando ainda era muito jovem e projetou retornar ao clube futuramente.

– Tive oportunidade de sair muito novo. Tenho carinho e gratidão enorme ao Cruzeiro. Um dia pretendo voltar para retribuir tudo o que o Cruzeiro fez na minha vida, que foi me lançar para o cenário mundial.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top