Campeonato Brasileiro - Série B

No Brinco de Ouro, Cruzeiro defenderá tabu de 17 anos contra o Guarani

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Guarani e Cruzeiro se enfrentam na próxima quarta-feira (29), às 19h, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela 27ª rodada da Série B. Historicamente equilibrado, o duelo vem de um retrospecto recente positivo para a Raposa, que não perde para o Bugre desde 2004 e vem de cinco jogos de invencibilidade contra o rival.

Ao longo dos anos, os times se enfrentaram 36 vezes, com 13 vitórias mineiras, 13 vitórias paulistas e 10 empates. Outra estatística equilibrada do confronto, são os gols: cada equipe marcou 46 vezes.

Em sexto no Brasileiro, o Guarani luta pelo acesso e se encontra a três pontos do G4. Uma vitória nesta rodada ajuda o time a se manter na disputa pela classificação. Já o Cruzeiro (13º), tem uma realidade bem mais complicada. Com as chances de voltar à Série A praticamente esgotadas, o time mineiro agora tem a missão de vencer para se afastar do Z4 e eliminar qualquer possibilidade de rebaixamento.

Leia também: Cruzeiro tem a maior torcida de Minas Gerais e a sexta maior do Brasil, aponta pesquisa

Última derrota do Guarani para a Raposa

A última derrota do Guarani para o Cruzeiro ocorreu na segunda rodada da Série B 2020. Disputado em agosto de 2020, o jogo foi um dos primeiros realizados no Brasil após a longa paralização do futebol, que ocorreu no ano passado, devido ao estouro da pandemia. Na ocasião, o time paulista perdeu por 3 a 2.

No primeiro tempo, Waguininho abriu o placar para o Bugre, aos dois minutos. Porém, o time de Campinas não segurou a pressão e rapidamente viu a vantagem ir embora. A Raposa virou com gols de Régis, aos cinco minutos, e Marcelo Moreno, aos 29. Depois do intervalo, o Guarani empatou com gol de Didi, aos 27, mas novamente não conseguiu manter o placar, e Léo marcou o terceiro e vitorioso gol celeste aos 29 minutos do segundo tempo.

Relembre os times que foram a campo naquele confronto:

  • Guarani: Jefferson Paulino; Pablo, Didi, Bruno Silva e Bidu; Deivid (Eduardo Person), Arthur Rezende (Giovanny) e Lucas Crispim; Bruno Sávio, júnior Todinho (Rafael Costa) e Waguininho. Técnico: Thiago Carpini.
  • Cruzeiro: Fábio; Cáceres, Cacá, Léo e Giovanni (João Lucas); Jadsom (Welinton), Ariel Cabral, Jean, Régis (Cldudinho) e Maurício (Riquelmo); Marcelo Moreno (Thiago). Técnico: Enderson Moreira.
Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top