Esportes olímpicos

Bruninho mente sobre voto em eleição da CBV e ex-jogador da seleção cobra postura do capitão do Brasil, diz blog

bruninho em acao selecao
Photo by Alexandre Schneider/Getty Images for FIVB

No último domingo (10), a chapa Tradição venceu a eleição da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) e o atual presidente Toroca permanece no cargo por mais quatro anos. Dessa forma, a chapa Renovação com ex-líbero Serginho como vice-presidente foi derrotada e a votação causou polêmica entre jogadores e clubes. Um dos votos contrários à oposição foi de Bruninho e nessa terça-feira (12) o levantador deu entrevista ao Globoesporte.com explicando o voto.

Ao portal global, o capitão da seleção brasileira contou não compactuar com o apoio do presidente da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e ex-mandatário da CBV Ary Graça à Renovação e não foi ao pleito da entidade por não ter direito ao voto.

– Eu não compactuo com isso, não posso vir a público declarar apoio, não apoiaria publicamente em nada que seja ligado ao ex-presidente. Porque sabemos de todo o escândalo de corrupção, tudo o que o vôlei foi atingido – disse o jogador de Taubaté.

No entanto, o jornalista Bruno Voloch, da Gazeta, divulgou uma série de prints de um grupo de whatsaap que iam na contramão do camisa 1. Nas conversas, o bicampeão olímpico Maurício Lima se revoltou e chamou o filho de Bernardinho de ‘mentiroso’ e na sequência outros ex-atletas membros do grupo mostraram provas do voto de Bruno na situação.

Assim, Voloch teve acesso a uma fonte ligada ao Taubaté e confirmou o voto de Bruno na chapa situação, formada por Walter Pitombo, o Toroca, e Radamés Lattari, ou seja, o relato do levantador da seleção brasileira não procede.

Veja os prints com Maurício Lima chamando Bruninho de mentiroso:

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

1 Comment

1 Comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top