Guarani

Bruno Sávio quebra costela e desfalca Guarani por tempo indeterminado

Com fratura da costela, Bruno Sávio desfalca Guarani no início do Campeonato Paulista
Crédito: Thomaz Marostegan / Guarani FC

Descartado do confronto diante do Botafogo-SP, Bruno Sávio teve diagnosticada quebra de uma costela e desfalca o Guarani por tempo indeterminado no Campeonato Paulista.

O atacante, entregue ao Departamento Médico, sofre com dores diárias e fica fora de ação no Bugre nas próximas semanas.

+ Guarani quita dívida com credor e acelera inscrição de Davó no Paulista

Escalado como titular na estreia do Estadual, o camisa 11 foi para o sacrifício, embora não tivesse treinado no sábado, e ainda entrou em campo no revés diante do Ituano.

O jogador, contudo, sofreu novo choque na região fraturada, por volta dos 20 minutos do primeiro tempo, depois de disputa de bola com o lateral-direito Jeferson e acabou substituído por Allan Aal no intervalo por conta do forte incômodo.

A lesão de Sávio aconteceu no treinamento de quinta-feira, horas antes da live de apresentação dos novos uniformes e do elenco, ao trombar com um marcador, remanescente de 2020, cujo nome não foi revelado.

ESTALEIRO

Titular absoluto, o atleta tem feito trabalhos diários de fisioterapia em duas sessões, inclusive aos finais de semana, para acelerar o processo de recuperação.

Embora o clube não tenha se pronunciado a respeito do assunto, lesões desta magnitude podem levar cerca de um mês para total reabilitação, antes do retorno às atividades com bola.

Sem Sávio, que ainda não consegue realizar trabalhos físicos graças às dores constantes, o time campineiro tem à disposição Davó, Júlio César, Matheus Souza, Pablo, Renanzinho e Wermeson como principais alternativas para atuar nas beiradas do gramado.

TEM MAIS

Além de Bruno, o Guarani tem o goleiro Lucas Cardoso (fratura no quarto metacarpo da mão direita) e o atacante Matheus Souza (reinfecção da Covid-19) também ausentes em decorrência de problemas médicos.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top