Cruzeiro

Na busca por um lateral-esquerdo, Cruzeiro sonda Alan Ruschel, da Chapecoense

Em busca de um lateral-esquerdo, Cruzeiro realiza sondagem sobre Alan Ruschel Foto: Márcio Cunha/Chapecoense
— Continua depois da publicidade —

Procurando encorpar o elenco para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro está atrás de um lateral-esquerdo, visto que a única opção disponível dentro do plantel profissional é o jovem Matheus Pereira, de apenas 19 anos. A bola da vez é Alan Ruschel, da Chapecoense.

De acordo com informação divulgada pela Rádio Itatiaia e confirmada pela assessoria do jogador ao Esporte News Mundo, o Cruzeiro fez uma consulta pelo atleta de 31 anos. As tratativas, porém, seguem em fase inicial.

O jogador, que se tornou histórico dentro do clube catarinense, realizou 22 partidas em 2020 e não marcou um gol.

No elenco atual do Cruzeiro, apenas Matheus Pereira está à disposição do treinador, visto que João Lucas, Giovanni e Patrick Brey tiveram oportunidades, mas não desempenharam boas partidas e já estão disponíveis para buscar outros clubes.

A lateral-esquerda celeste tem passado por muita inconstância em 2020. Ao todo, cinco jogadores já atuaram nesta posição e, apenas um, o jovem recém-promovido, Matheus Pereira, conquistou a torcida e a comissão técnica. João Lucas, contratado em janeiro vindo do Ceará, começou o ano como titular da posição e atuou em 15 partidas. Deles, a Raposa setes jogos, empatou cinco outros e perdeu três. Além disso, o jogador marcou um gol com a camisa celeste.

Após a retomada do futebol, o Cruzeiro ganhou duas opções para a disputa da posição: Patrick Brey, que vinha de múltiplos empréstimos, e Giovanni, recomendado pelo então técnico celeste, Enderson Moreira. Patrick coleciona quatro partidas nesse período e Giovanni sete jogos, com um gol marcado.

Bloqueio da Fifa

Recentemente, o clube foi punido pela entidade máxima do futebol, em virtude do não pagamento da dívida (cerca de R$ 7 milhões), com o Zorya – UCR, pela contratação do atacante Willian Bigode, em 2014. A punição bloqueou o Cruzeiro de inscrever novos jogadores no BID da CBF até o pagamento da transferência. O Cruzeiro afirma que irá recorrer ao caso, alegando que havia realizado um acordo com os ucranianos pelo parcelamento da dívida.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo