Cruzeiro

Cacá publica mensagem em tom de cobrança à diretoria do Cruzeiro: ‘só estou buscando o que é meu por direito’

Cacá publica mensagem em tom de cobrança à diretoria do Cruzeiro: 'só estou buscando o que é meu por direito'
Foto: Bruno Haddad/ Cruzeiro

O zagueiro Cacá, formado na base do Cruzeiro e recentemente negociado com o futebol japonês, publicou uma mensagem em tom de cobrança à diretoria do Cruzeiro em seu perfil oficial no Instagram. No post, o jovem defensor afirma que firmou um acordo com a diretoria celeste para recebimento de valores atrasados assim que a primeira parcela do do pagamento de sua transferência, que rendeu cerca de R$ 10,7 milhões ao clube mineiro, fosse paga ao clube, o que não aconteceu. O jogador afirmou estar desapontado com a atitude dos gestores celestes e pediu compreensão da torcida.

Na publicação, Cacá afirmou ter aberto mão de parte de seus direitos econômicos durante a negociação de sua venda, aceitado a redução salarial proposta pelo Cruzeiro durante a pandemia e decidido permanecer no clube mesmo podendo pedir rescisão de seu contrato por ter ficado quatro meses sem receber. Apesar disso e de pregar respeito ao clube, o jogador se mostrou chateado pelo não cumprimento do acordo e ainda afirmou ter ouvido que se quiser receber deve entrar na justiça contra seu clube formador. Confira o texto e a publicação do zagueiro, na íntegra, abaixo:

Olá nação AZUL ,Hoje venho aqui bastante chateado pelo fato que vem ocorrendo por falta de compromisso dos responsáveis pela atual administração do CRUZEIRO, Fiz um acordo do que seria meu por direito a receber e não me foi pago o que foi acordado.
Sou chefe de família, trabalho pra sustentar minha família e honrar com meus compromissos, Quando sai do Cruzeiro abri mão de 1/3 dos meus diretos econômicos que eu tinha por direito, aceitei a redução salarial em 25% no período da pandemia, fiquei desde setembro sem receber, fiz tudo pra favorecer ao clube por respeito e amor a camisa, Mais infelizmente fiz um acordo com os dirigentes do CRUZEIRO que na primeira parcela do pagamento da minha venda ao Japão eles me pagariam o que havia sido acordado, Assinamos o acordo no dia 24/02 a parcela foi paga no dia 16/03 há 20 dias aproximadamente, e não houve o pagamento, e estou indo embora pra outro clube sem receber o acordado,
E ainda ouvi que se quiser receber devo entrar na Justiça. Eu cheguei a ficar 4 meses sem receber e podia ter saído através da Justiça livre tendo total direito em qualquer negociação sem ter que passar algo ao clube, mas meu respeito pelo CRUZEIRO me fez acreditar que iriam ter o mesmo respiro por mim.
Estou desapontado e percebendo que eles não cumprem o que eles mesmos combinam. Enfim, lamento pelo enorme respeito que tenho ao Cruzeiro e também pelo torcedor, mas só estou buscando aquilo que é meu por direito e vou ter que ir pelo último caminho que eu não gostaria. Espero que todos tenham compreensão e entendam que não é Mercenarismo mas somente buscando o que é meu por direito.

Zagueiro Cacá, em seu Instagram

Nas respostas à publicação, a maior parte dos torcedores do Cruzeiro agradeceram a sinceridade do jogador e demonstraram apoio ao atleta nas cobranças à diretoria celeste. Um perfil deixou o seguinte comentário: “Está no seu direito e Obrigada pelo respeito ao clube. Não são só vocês, não estamos indignados com tudo que está acontecendo com o Cruzeiro, é injusto com a torcida, com os jogadores e PRINCIPALMENTE COM O CLUBE”.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top