Outro lado

Casagrande processa dirigente do Atlético-GO que o chamou de “viciado” por danos morais

Reprodução/TV Globo

O comentarista da Globo Casagrande entrou com uma ação por danos morais contra Jovair Arantes, presidente do Conselheiro Deliberativo do Atlético-GO e ex-deputado federal. O motivo foi uma fala do dirigente, onde chama o ex-jogador de “viciado em droga” e “imbecil”. O processo foi protocolado na 5ª vara cível do estado de São Paulo e o ídolo do Corinthians pede uma indenização de R$ 16,5 mil.

Em maio, Casagrande criticou a equipe goiana por vacinar seus atletas contra a Covid-19 no Paraguai com doses oferecidas pela Conmebol, após um jogo contra o Libertad pela Sul-Americana, enquanto a vacinação no Brasil caminhava a passos curtos. Ele classificou a atitude como uma “falta de respeito e empatia com as vítimas de coronavírus”. Em resposta, o cartola do Atlético-GO, durante entrevista a Rádio Band News, atacou o ex-jogador.

“Vou falar de um dos que fizeram as críticas, o Casagrande. Se perguntassem se buscar cocaína no Paraguai era bom, ele falaria que é, porque ele é viciado em droga e não está acostumado com preparo físico, com respeitar vidas, com Os que estão fazendo essa tempestade em copo d’água são uns imbecis politicamente corretos”, disse Jovair.

Casagrande é dependente químico e em parte da sua vida fez consumo de álcool e outras drogas. Após passar por uma série de tratamentos, o ex-atleta está sóbrio a alguns anos e fala abertamente sobre o tema. Em entrevista ao portal Notícias da TV, o ídolo do Corinthians afirmou que a declaração do ex-deputado federal é preconceituosa e se enquadra como crime.  

“As pessoas precisam entender que caluniar, atacar agressivamente com mentiras, é crime. Eu sou dependente químico que fiz o meu tratamento inteiro e continuo fazendo. Me chamar de viciado, drogado e qualquer coisa desse tipo é injuria. Não pode passar batido ataques de pessoas grosseiras. Para ninguém. Ele foi extremamente preconceituoso e grosseiro comigo”, falou o comentarista.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top