Cruzeiro

Desacordo com empresário e pressão de Deivid: entenda porque Zé Eduardo não voltou ao América-RN

Caso Zé Eduardo: entenda por que a volta ao América-RN não aconteceu
Foto: Gustavo Aleixo / Cruzeiro

O atacante Zé Eduardo tem passado por turbulências no Cruzeiro nas últimas semanas, isso porque o jogador não tem recebido oportunidades de jogar, mesmo sendo o atacante do time celeste com maior número de gols na temporada. Recentemente, o atleta manifestou o interesse de retornar ao América-RN, clube no qual vinha tendo um bom desempenho, marcando quatro gols. O negócio era tratado como certo, Zé até já havia viajado ao Rio Grande do Norte para selar a negociação, mas acabou não acontecendo.

O retorno de Zé Eduardo ao América-RN não aconteceu pelo não acordo entre as três partes da negociação. O Cruzeiro queria de volta os 15% dos direitos econômicos do jogador, que havia sido cedido ao clube Potiguar para ter o atacante de volta. Entretanto o presidente do time de Natal aceitou ceder apenas 5%. O jogador chegou até a abrir mão de parte do salário para poder jogar no América, mas mesmo assim, não foi o suficiente.

Conforme apurou o Esporte News Mundo com fontes próximas ao jogador, Zé Eduardo já tinha seu retorno ao América-RN praticamente acertado, inclusive, o diretor de futebol do Cruzeiro, Deivid, o liberou para viajar na sexta-feira (13). O empresário André Cury ficou sabendo do empréstimo e um de seus funcionários ligou para a diretoria celeste intervindo na negociação, para que ela não acontecesse.

No sábado (14), o irmão de Zé Eduardo, Erus, recebeu a ligação de Deivid dizendo para que o jogador se apresentasse a tarde para treinar, mesmo sabendo que o atacante estava em Natal e que seria impossível se apresentar naquele dia. O atleta continuou no Rio Grande do Norte aguardando notícias sobre a conclusão do empréstimo. O diretor de futebol do Cruzeiro fez várias exigências para que Zé e o América-RN aceitassem, mas não houve acordo.

Zé Eduardo retornou à Toca da Raposa II na terça-feira (17) sem que ninguém do Cruzeiro pedisse. Mas o jogador foi surpreendido com uma advertência e sendo afastado para treinar separado. Não se sabe se essa última punição veio de Felipão.

Relação com André Cury

André Cury iniciou uma relação com Zé Eduardo ao fazer um contrato com o Cruzeiro. Na época, o jogador havia terminado de disputar a Copa São Paulo de Futebol Jr e o empresário foi o único a conseguir um contrato de quatro anos para o atacante, recebendo uma comissão de R$ 500 mil.

Porém, a relação entre André e Zé Eduardo não seguiu muito bem, os representantes do atleta afirmam que o empresário não deu nenhuma assistência ao jogador. Até houve outra negociação em que o empresário teve participação, quando o atacante teve uma proposta de patrocínio da Puma, mas acabou melando e não fechando o contrato. Em uma nova oportunidade, o irmão de Zé, Erus, fechou, por conta própria, um contrato com a Adidas por três anos.

O contrato de Zé Eduardo com André Cury se encerra em janeiro e, de acordo com fontes ligadas ao jogador, não haverá renovação. E ainda, o atacante já tem sondagens de outros clubes para empréstimo. Um deles, da Série C, já procurou representantes do Cruzeiro para abrir negociação. Outro, da Segunda Divisão, também se interessa pelo atleta a pedido do treinador.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top