Atlético-MG

Ex-lateral Ceará ofende Kalil nas redes sociais e se pronuncia contra a reabertura dos estádios: ‘Só fez isso para ter público para o patético’

Ceará ofende Kalil // Foto: MOURÃO PANDA/GAZETA PRESS
Foto: MOURÃO PANDA/GAZETA PRESS

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, se reuniu com dirigentes dos três grandes clubes da capital mineira, nesta terça-feira (27), e decretou a abertura para a entrada de público nos estádios. Por meio de suas redes sociais, o ex-lateral do Cruzeiro, Ceará, se manifestou contra a postura do político.

A revolta do jogador aposentado foi publicada em uma postagem na página Cruzoeiro. O ex-atleta ofende Alexandre Kalil e reitera o motivo pelo qual o prefeito deseja abrir o acesso do público aos gramados.

Ceará ofende o prefeito Alexandre Kalil em postagem // Foto: Instagram/Reprodução
Ceará ofende o prefeito Alexandre Kalil em postagem // Foto: Instagram/Reprodução

Veja também: Entenda regra que impede Cruzeiro de demitir Mozart e contratar outro técnico

Para Ceará, Kalil tomou tal atitude com o intuito de favorecer o Atlético, denominado “patético” na postagem. Apesar de não ser um futuro próximo a volta das torcidas em todo o Brasil, a Conmebol, confederação que organiza a Libertadores, já deseja o retorno do público em sua competição. Atualmente, o Galo disputa o campeonato, e esta nas quartas de final. Com a aprovação do decreto, a Massa Atleticana poderia comparecer no Mineirão.

Tal acusação de favorecimento se deve principalmente pelo fato de Alexandre Kalil ser ex-presidente do Atlético. Para muitos, o dirigente é o maior da história do clube. Sob o seu comando, o Galo venceu uma Copa do Brasil, uma Libertadores da América, uma Recopa Sul-Americana e três Mineiros.

O decreto busca a liberação de 30% da capacidade total do estádio. Em suas obrigações, não é permitido a entrada de torcida visitante, e só serão aceitas pessoas já vacinadas ou com teste de Covid-19 feito até no máximo 72 horas antes da partida.

Caso a proposta de retorno do público aos gramado seja admitida, o Cruzeiro não terá a Nação Azul nas arquibancadas durante cinco jogos. Isso porque a Raposa foi punida pelo STJD devido à confusão organizada no Mineirão, em 2019, contra o Palmeiras, quando os celestes foram rebaixados.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top