Automobilismo

Chefe da Mercedes, Toto Wolff compara acidente entre Hamilton e Verstappen como falta no futebol

Foto: Reprodução/facebook Mercedes-AMG Petronas

O acidente entre Lewis Hamilton e Max Verstappen, líderes da atual temporada da Fórmula 1, ainda rende muito, principalmente após a penalização imposta ao holandês, que vai perder três posições no grid de largada da próxima corrida. Toto Wolff, chefe da Mercedes, comparou a colisão com uma falta no futebol e lembrou que ambos chegaram a disputar a posição na primeira volta do GP de Monza e o heptacampeão tirou o pé para evitar o acidente.

– Eu diria que se esse acidente fosse no futebol, chamaríamos de falta tática. O Max provavelmente sabia que se o Lewis ficasse na sua frente, possivelmente venceríamos a prova. Se você comparar com o que Lewis disse, lembrando a disputa deles na curva quatro na volta primeira volta, não havia mais espaço e ele foi empurrado para fora da pista. Porém, evitou a batida – ressaltou o dirigente.

A batida teve um momento de muita tensão, pois Max Verstappen passou com uma de suas rodas traseiras por cima do carro de Lewis Hamilton e se não fosse o halo, acessório implementado nos carros de Fórmula 1 a partir de 2018 para dar mais segurança aos pilotos, o heptacampeão poderia ter se machucado com gravidade, alertou Toto Wolff.

– O halo definitivamente salvou a vida de Lewis. Teria sido um acidente horrível no qual não quero nem pensar se não tivéssemos o halo. É feroz e intenso essa disputa deles. Eles precisam encontrar uma maneira de competir entre si. Esperamos não ter outros acidentes nas corridas restantes – disse.

A próxima corrida será o GP da Rússia, na cidade de Sochi, que vai acontecer daqui a duas semanas, no dia 26 de setembro.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top