Campeonato Carioca

Clube carioca se torna referência nas categorias de base

FOTO: DIVULGAÇÃO / FC RIO DE JANEIRO

Não é segredo para ninguém que a pandemia da Covid-19 afetou diretamente o futebol mundial, e os efeitos foram ainda maiores para os clubes de menor investimento. Por isso, em tempos de tantas incertezas, conseguir evoluir foi algo impossível para muitas instituições, não para o Futebol Clube Rio de Janeiro. A modesta equipe que tem seu centro de atuação em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, resolveu não disputar a Série C do Campeonato Carioca deste ano para focar na formação de novos atletas.

Com o trabalho de base organizado nas categorias Sub-15, Sub-17 e Sub-20, não demorou para a diretoria observar o surgimento de talentos com potencial para reforçar os principais clubes do Brasil. Desse jeito, os frutos que já vinham surgindo, se multiplicaram. Na prática, o resultado é visto dentro e fora de campo. Para se ter ideia, dentro das quatro linhas, as três categorias chegaram na fase decisiva estão da Copa Rio, tradicional competição da base Carioca.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

— Com um mercado cada dia mais competitivo, ter os melhores profissionais é um fator determinante para que o clube tenha um bom desempenho e se mantenha relevante nas categorias. Acredito que a contratação de um profissional competente é apenas o primeiro passo de um processo contínuo. Por isso, pensamos sempre em elaborar planos de ação que valorizem o capital humano, que é o principal ativo do clube. Acredito que esse seja o segredo do trabalho realizado aqui — disse Wallace José, presidente do FC Rio de Janeiro.

Fora de campo o clube, que realiza os seus treinamentos na Vila Olímpica de Duque de Caxias, é visto como um verdadeiro celeiro de craques. Tanto que vem recebendo atenção de observadores de clubes que disputam a primeira divisão do futebol brasileiro, em busca de talentos revelados na Baixada Fluminense. Vale destacar que, do FC Rio de Janeiro já saíram atletas para a Chapecoense, Corinthians, além de outras equipes do futebol nacional.

— Aqui procuramos sempre dar todo o suporte para os meninos. É importante lembrar que estamos formando atletas, mas principalmente, estamos formando homens para a nossa sociedade. O futebol precisa de trabalho forte na base para preparar bem os futuros profissionais. É assim que trabalhamos — encerrou o presidente do clube.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top