Chapecoense

Com dificuldades financeiras, Chapecoense busca acerto com os familiares das vítimas da tragédia aérea; veja situação

Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Mesmo com problemas financeiros, a Chapecoense busca quitar as indenizações do acidente aéreo. O Verdão do Oeste ainda tenta se acertar com os familiares das vítimas do voo à Colômbia em 2016 que matou 71 pessoas. Em maio do ano passado, o clube anunciou que fechou acordo de indenização com 20 famílias. O valor gira em torno de R$ 14 milhões e foi parcelado.

Os nomes dos familiares e o parentesco com as vítimas não foi revelado. No total, a Chape foi alvo de 43 ações cíveis após o acidente e conseguiu o acordo com quase metade.

O caso ainda foi parar na Flórida. A justiça dos Estados Unidos condenou as seguradoras envolvidas no caso a pagarem indenizações no valor de US$ 844 milhões, mais de R$ 4,5 bilhões, para uma parte das famílias das vítimas. O relator da CPI que investiga o acidente, senador Izalci Lucas (PSDB-DF), se reuniu no dia 9 de novembro com representantes das famílias.

Ela contempla 40 famílias que ingressaram com ação no país, mas os valores estipulados a cada uma variam. Ao todo, 77 passageiros estavam no voo 2933 da companhia aérea boliviana La Mia, que resultou na morte de 71 pessoas em 2016.

Em meio aos acertos das indenizações, a Chapecoense vem fazendo boa temporada dentro de campo. O clube catarinense lidera a Série B com 47 pontos – quatro a mais que o segundo colocado América-MG e dez acima do Cuiabá, primeiro time fora da zona de classificação para a Série A. Embora todos nos clube adotem um discurso cauteloso, é mais do que provável a volta da Chape para a elite em 2021.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top