Campeonato Brasileiro

Com dois jogos, Palmeiras chega a mais de R$ 500 mil de lucro no Allianz Parque; Confira valores

Palmeiras torcida
11.111 pessoas marcaram a presença neste domingo (17) em Palmeiras x Internacional Foto: Cesar Greco/Palmeiras

A volta do público ao Allianz Parque, casa do Palmeiras, era um grande desejo da torcida e da diretoria. Não só pelo clima que se cria para o time, mas também pela melhora nas finanças do clube. E as duas partidas realizadas até agora na arena, mesmo com a capacidade total reduzida, já deram R$ 572 mil de lucro para os cofres alviverdes.

No retorno, no sábado (9), a derrota por 4 a 2 para o Red Bull Bragantino deu uma renda bruta de R$ 538.312, com um público pagante de 8.884 torcedores. Subtraindo-se as despesas (R$ 294.120), o lucro obtido foi de R$ 244.192. Por determinação do Governo do Estado de São Paulo, a capacidade permitida era de 30% da ocupação do estádio. Portanto, no máximo, aproximadamente 13.114 pessoas poderiam assistir ao jogo.

No último domingo (17), houve mais torcida, com 11.111 presentes na vitória por 1 a 0 diante do Internacional. Neste caso, a capacidade máxima permitida passou para 50%, o equivalente à um limite de, aproximadamente 21.856 espectadores. A renda bruta foi de R$ 635.538, com R$ 306.967 de despesas. Desse modo, o crédito foi de R$ 328.571.

O valor total de lucro conquistado até agora foi de exatamente R$ 572.763,96, o que já dá um alívio para as contas do Verdão. Afinal, antes da pandemia de Covid-19 afetar o mundo do futebol, o Alviverde figurava sempre entre os três clubes com maior renda de bilheteria no país, geralmente disputando contra Corinthians e Flamengo.

Além disso, o retorno dos fãs traz um efeito “dominó”, já que faz com que as pessoas que torcem pelo atual campeão da América do Sul virem sócios-torcedores. Com a proibição de público nos estádios, a alta cúpula palmeirense viu o número de sócios despencarem, chegando a bater 33 mil recentemente.

+Desde sua venda, Artur tem mais participações em gols do que todos os atacantes do Palmeiras

Em maio de 2015, por exemplo, o então presidente Paulo Nobre viu a marca de 120 mil sócios ser alcançada, cerca de 4 vezes mais do que havia ultimamente. Agora, com os palmeirenses no estádio, os 33 mil já viraram, às 4h51 desta terça-feira, 36.322, segundo consta no site oficial do Verdão. Isto significa mais dinheiro, o que dá uma possibilidade de investimento maior no futebol, com contratações e renovações de contrato.

No próximo dia 2 de novembro, feriado nacional de Finados, haverá o último confronto disputado no Allianz Parque com restrições de público (no caso, 50% da capacidade). Por ser feriado, além do fato da equipe ter voltado a vencer no último domingo, espera-se que a torcida encha mais o palco da partida. Com isso, a renda seria ainda superior, e continuaria proporcionando à diretoria dias melhores nas finanças alviverdes.

Para saber tudo sobre o Palmeiras, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

A primeira vez em que a arena poderá estar realmente lotada será em 10 ou 11 de novembro (quarta ou quinta-feira), diante do Atlético-GO, pela 31ª rodada do Brasileirão. A CBF ainda não anunciou o calendário exato do Brasileirão a partir desta rodada. Tudo isto levando em consideração a previsão do Governo de São Paulo, anunciada em 23 de setembro, de liberar 100% da capacidade dos estádios de futebol a partir de 1º de novembro.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top