Bahia

Com time misto e mais um pênalti defendido, o Bahia surpreendeu e marcou mais uma goleada na temporada 2021, desta vez na Sul-Americana.

Foto: Felipe Oliveira / EC BAHIA

O Esquadrão venceu a primeira partida na Copa Sul-Americana e assumiu a liderança temporária do grupo B.

Com apenas dois jogos sendo titular, o goleiro Matheus Teixeira vem roubando a cena nesses últimos dias. No último sábado (24), Teixeira defendeu duas penalidades, feito que deu ao Bahia a classificação para a fase final da Copa do Nordeste. 

Desta vez, pela Copa Sul-Americana, contra o Guabirá da Bolívia, o atleta defendeu mais um pênalti. 

Quando o jogo estava 1 a 0, para o Bahia, no primeiro tempo  o atacante do Kevin Mina foi derrubado na área pelo zagueiro tricolor,  Luiz Otávio e o árbitro, Cristian Garay, marcou um pênalti para o Guabirá e foi aí que Matheus roubou a cena novamente. De mão trocada, ele voou e defendeu a cobrança do atacante Juan Mercado. 

Foto: Felipe Oliveira / EC BAHIA

Com uma escalação diferente e novos nomes na equipe principal do Bahia, o técnico Dado Cavalcanti explicou as suas escolhas e não deixou de elogiar a atuação do time, na noite de ontem. 

“Entendo que essa foi a oportunidade de manter intensidade no jogo. Essa oxigenação, com a entrada de outros atletas, trouxe esse nível a mais de intensidade. Jogadores motivados, alguns desses com a sede de demonstrar potencial. Demonstrou também que o Bahia tem um grupo forte. Tem um elenco, que será utilizado, porque no Bahia se acostumou a fazer muitos jogos no ano. Existem lesões, suspensões e trocas. Hoje foi prova da força desse grupo.” 

Dado foi questionado sobre a ausência dos principais nomes do time baiano como Gilberto, Nino Paraíba e Rodriguinho. 

“Não houve ninguém poupado. Os jogadores que não estiveram aqui hoje não tiveram condições de jogar. Alguns vieram à base do sacrifício, tamanha importância da Sul-Americana. Quem não esteve em campo hoje não tinha condição de jogar. Os que estiveram aptos estavam 100%, contribuíram para que a intensidade do jogo fosse alta, placar elástico, porque, se mantivéssemos uma margem maior de jogadores com menos intensidade, teríamos mais dificuldade, talvez o jogo não seria assim. Acredito muito que hoje foi demonstração da força. Alguns jogadores não podiam estar em campo, outro estiveram, se sobressaíram e contribuíram muito para esse placar elástico e a sequência na Sul-Americana.” 

Os gols foram marcados por atletas que vinham sendo bastante criticados pela torcida. O atacante Alesson, marcou dois gols e foi escolhido pela Conmenbol, como o melhor atleta em campo. O que sem dúvidas foi a melhor partida dele vestindo a camisa tricolor. 

“ Agradecer a Deus, professor Dado também, minha família. Sei quanto estava trabalhando. Trabalho muito. Sabia que essa era minha oportunidade. Graças a Deus, fui feliz e pude ajudar a equipe, que era o mais importante.”

E completou: “Hoje fiz dois gols, estava precisando muito. Ajudei Marcelo com assistência. Acho que foi minha melhor partida aqui no clube.”

Além dele, Juninho e Marcelo Ryan (2x) marcaram os outros gols do esquadrão, decretando primeira goleada na Sula.

Bahia 5 x 0 Guabirá. 

Com esse desempenho, o Bahia assumiu a liderança, temporariamente, do grupo B.

O próximo jogo pela Sul-Americana é na terça-feira dia 04 de Maio, também no Estádio de Pituaçu, às 19h15 contra o Independiente – ARG. 

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top