Seleção Brasileira

Com Tite recebendo críticas, Seleção se prepara para o Catar esperando a volta do prestígio canarinho

Crédito : Instagram da CBF

O Brasil, no que se diz respeito a futebol, sempre teve seu nome respeitado mundo a fora. Na maioria das disputas de copas do mundo, lá estávamos como um dos países favoritos a conquistar o maior título que o futebol pode oferecer.

Conforme o tempo foi passando, a falta de protagonismo começou a cair. Após 2002, o Brasil vem decepcionando, caindo geralmente para países europeus e com placares que ecoam até hoje.

Mas qual seria o motivo de tanto declínio assim? Muitos comentaristas culpam trabalhos recentes como o de Dunga, Felipão… Hoje o nome da vez é o de Tite. Seu Adenor está no comando da nossa seleção há seis anos e tem números expressivos, com aproveitamento de 50 vitórias e apenas cinco derrotas.

Porém, em termos de título, Tite tem somente a conquista da Copa América de 2019, onde nossa seleção bateu o Peru por 3 a 1.

Embora os números sejam excelentes, Tite é alvo de críticas duras. Em partes são pelo futebol que em alguns jogos não são de encher os olhos. Além disso, outro fator que tem incomodado os colegas comentaristas é o fato de que a nossa seleção não consegue marcar amistosos com seleções europeias, principalmente as de maior expressão.

A principal crítica da imprensa e também dos torcedores vem quando sai a convocatória. Sempre tem nomes duvidosos, os mais recentes foram os de Phillipe Coutinho, que quase não vinha atuando no Barcelona e acabou sendo emprestado para o Aston Villa, time da Inglaterra. Outro nome bastante questionado foi o de Daniel Alves, hoje no Barcelona. O ponto de questionamento é que Tite já tem sua seleção classificada para a Copa do Catar, que se inicia em novembro, e muita gente queria ver nomes novos para que o testes finais sejam feitos.

Já tivemos muitas análises feitas em programas esportivos e a maioria dos comentarias apostam em outras seleções para ganhar essa Copa. Brasil não tem mais o favoritismo de anos atras e pode ver outras seleções chegarem perto de bater ou empatar os títulos que já conquistamos.

O que se é falado nos bastidores é que esse ano será o último de Tite sob comando da seleção. Alguns nomes começam de forma bem lenta a serem especulados e um é de ninguém menos que Pep Guardiola. Ele já comentou a uns anos atras que gostaria muito de treinar a seleção brasileira…

Sem muitas renovações, Tite irá para a sua segunda Copa do Mundo e provavelmente sua última com a dura missão de desbancar os europeus, que vem extremamente fortes para a disputa no Catar.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top