Atlético-MG

Quem é Fábio Gomes? Conheça mais do novo atacante do Atlético-MG

Foto: Divulgação / New York Red Bulls

O Atlético-MG anunciou na última sexta (07) a contratação do atacante Fábio Gomes, de 24 anos, que pertencia ao Oeste, mas que atuou na última temporada no New York Red Bulls (RBNY), dos Estados Unidos. Conheça mais do atacante, que chega desconhecido por boa parte da torcida.

Fábio surgiu como destaque do Oeste em 2019, quando fez 15 gols na Série B daquele ano, sendo o vice artilheiro da competição. Em 2020, atuou no Japão e terminou a temporada no próprio Oeste. Mas, os paulistas acabaram rebaixados para a Série C, com Fábio sendo um dos poucos destaques. Em 2021, foi emprestado ao New York Red Bulls, dos Estados Unidos, onde teve bomrendimento.

O jogador foi um dos destaques da equipe de Nova Iorque, que não era cotada para avançar aos playoffs da MLS, mas que conseguiu chegar lá com ajuda de Fábio. O atacante foi importante tanto na finalização quanto na criação de jogadas da equipe, e os números mostram isso: foram sete gols e seis assistências. Fábio marcou dois gols nos últimos três jogos do RBNY, garantindo quatro pontos que levaram a equipe aos playoffs.

ESTILO DE JOGO

Com 1,92m de altura, Fábio não é apenas um grandalhão de área como pode parecer. O atacante tem características também de sair da área e ajudar na construção do jogo, como o número de assistências e o mapa de calor dele, mostrados acima, dão a entender.

Para o torcedor do Atlético, é um estilo parecido com Diego Costa, que está de saída do clube, aquele atacante que tem boa presença de área, mas, se precisar, consegue sair dela, movimentar o ataque e criar jogadas.

Fábio chega ao Atlético para compor o elenco e ser uma opção que o time não tinha, que é um centroavante alto. Tem potencial para ser importante em alguns momentos da temporada, contribuindo com suas características. Teve bons números no NY Red Bulls, que não é um dos melhores times da MLS, então, no Atlético, com mais qualidade ao redor dele, pode render ainda mais.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top