Futebol

Conmebol mantém formato das Eliminatórias e quer encerrar Libertadores em campo

A Conmebol deu o seu parecer sobre duas competições nesta sexta-feira. A entidade pretende manter o formato das Eliminatórias para a Copa do Mundo, com jogos iniciais previstos para setembro, e quer a Libertadores e Sul-Americana terminadas no campo. A decisão aconteceu em videoconferência.

O formato das Eliminatórias continua sendo “todos contra todos”. Os jogos seriam iniciados em março, porém foram adiados devido à pandemia. Diferente da competição de seleções, a Conmebol não estipulou prazo para o retorno da Libertadores e da Sul-Americana.

Outro ponto importante foi a confirmação da Copa América 2021 para os meses de junho e julho. A competição permanece com Argentina e Colômbia como sedes.

Confira o comunicado da Conmebol:

“Todos os participantes da reunião concordaram que até o dia de hoje a prioridade continua sendo preservar a saúde da grande família do futebol sul-americano e, portanto, dadas as recomendações atuais de organizações internacionais no campo da saúde pública, bem como as indicações de autoridades sanitárias de cada um dos países das Associações Membro, ainda não foi definida uma data para a retomada da CONMEBOL Sul-Americana e da CONMEBOL Libertadores 2020. Na reunião também foi destacada a determinação da Confederação de finalizar esta edição 2020 de ambos os torneios.

Quanto às Eliminatórias FIFA para o Mundial Catar 2022, é uma competição da FIFA e, portanto, cabe a mais alta entidade do futebol mundial estabelecer a data de celebração dessa competição classificatória. Até o momento, a data fixada por este organismo para sua celebração é de 4 a 8 de setembro de 2020, no formato previamente estabelecido.

Os membros do Conselho, juntamente com o Presidente Alejandro Domínguez, confirmaram novamente a celebração da próxima edição da CONMEBOL Copa América em junho e julho de 2021, conforme anunciado pela Confederação nas últimas semanas.”

Foto: Divulgação

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo