Futebol Internacional

Em nota oficial, Conmebol repudia punição à Edinson Cavani na Inglaterra

Divulgação / Manchester United

A Conmebol expressou nesta terça-feira (5) seu apoio ao jogador uruguaio Edinson Cavani, do Manchester United, após punição polêmica na Inglaterra.

“A CONMEBOL expressa sua solidariedade ao jogador Edinson Cavani, sancionado pela Federação Inglesa de Futebol. A medida disciplinar contra o destacado jogador da seleção uruguaia claramente não leva em consideração as características culturais e o uso de certos termos na fala cotidiana do Uruguai.”

“O julgamento deste tipo de declarações, no âmbito de um processo que pode resultar em penalizações para o atleta e que afetam a sua reputação e bom nome, deve ser sempre feito tendo em conta o contexto em que foram feitas e, sobretudo, as peculiaridades culturais de cada jogador e de cada país.”

“A CONMEBOL condena e sempre condenará com a maior energia qualquer manifestação racista ou discriminatória, mas o caso específico pelo qual Cavani foi sancionado não configura nenhuma delas.”

Cavani foi punido pela Football Association (FA) com o afastamento de três jogos e multa. Nas redes sociais, o uruguaio respondeu “gracias, negrito!” para cumprimentar um amigo, mas a declaração foi vista como racista pela FA.

Após a punição, diversos jogadores uruguaios saíram em defesa de Cavani, explicando que a utilização desta expressão faz parte da cultura uruguaia e não possui conotação racista. Ainda assim, a FA manteve as sanções contra o atacante.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top