Lutas

Conor McGregor fica fora do topo dos atletas mais bem pagos em lista da Forbes

Conor McGregor
Divulgação/UFC

O 2022 de Conor McGregor em termos financeiros é um ano para o irlandês colocar na memória, onde se tornou o atleta mais bem pago do mundo de acordo com o ranking anual da revista Forbes. Mas o irlandês passou bem longe do topo da lista.

Nesta semana, foi divulgada a nova lista com os atletas mais bem pagos em 2021 em várias categorias, o ‘Notorious’ ficou na 35ª posição, com ganhos de US$ 43 milhões (pouco mais de R$ 134,5 milhões), a maioria destes (US$ 33 milhões ou R$ 103,263 milhões) das bolsas das duas lutas que protagonizou no último ano contra Dustin Poirier.

Os outros US$ 10 milhões (pouco mais de R$ 31,29 milhões) vem de patrocinadores e outros valores. A renda de McGregor ainda é a maior dentre os atletas de MMA, do qual é o único que faz parte do top-50 da Forbes, mas bem distante dos valores que o fizeram se tornar o atleta mais bem pago do esporte mundial no ano anterior.

LEIA TAMBÉM

+ Glover Teixeira indica que fim de carreira está próximo e fala local para a última luta

Na lista publicada em 2021 (com os ganhos de 2020 inclusos), o irlandês arrecadou a quantia de US$ 180 milhões (atualmente mais de R$ 563,2 milhões), a maior parte deles não vindo de suas atividades no MMA, mas sim da venda de sua marca de uísque, a Proper Twelve.

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

Dentre os atletas do mundo das lutas, McGregor não é nem sequer o primeiro colocado de tal lista. Este pertence a Saúl ‘Canelo’ Álvarez. O boxeador mexicano foi o único a aparecer entre os dez que mais ganharam, com cerca de US$ 90 milhões (pouco mais de R$ 281,6 milhões) em lucros, a maior parte dele vindo das bolsas de lutas. Tyson Fury e Jake Paul vem logo em seguida.

No geral, Lionel Messi é o lider da lista da Forbes, com US$ 130 milhões (mais de R$ 406,7 milhões) de ganhos financeiros na temporada, com os ganhos da época do Barcelona e da ida para o PSG na lista.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top