Santa Cruz

Conselho Deliberativo discutirá proposta de implementação de SAF no Santa Cruz

Foto: Rafael Melo/SCFC

Nesta segunda-feira (14), o Conselho Deliberativo do Santa Cruz discutirá a proposta de implementação do modelo de gestão da Sociedade Anônima do Futebol (SAF). Em convocação do Presidente Marino Abreu, a reunião, às 20h, será transmitida para todos os sócios, através da plataforma DNA Coral, e também será transmitida para os demais torcedores pelo canal da TV Coral no YouTube.

– Estamos diante de uma escolha que irá selar o destino do clube pelos próximos anos. Por esta razão, o papel do conselho é acompanhar de perto o movimento, mas, principalmente, promover o debate sobre o tema para que a decisão seja a mais acertada possível – disse Marino Abreu, Presidente do Conselho.

Siga o Esporte News Mundo no Facebook, Instagram e Twitter.

A reunião também discutirá sobre o modelo do estatuto que será colocado em votação pela Assembleia Geral de Sócios e a possibilidade do clube ter a sua parcela como investidor da SAF. O evento contará com a participação do Diretor Jurídico do clube, Lucas Valença, e representantes dos escritórios que estão envolvidos nas etapas de implementação do projeto e da PPK Consultoria.

DÚVIDAS SOBRE A SAF

Depois do acordo do Cruzeiro com Ronaldo e do Botafogo com John Textor, as dúvidas começaram a surgir sobre como funciona essa mudança. A SAF passa a ser responsável por contratações, acordos e salários, no caso mais recente do time carioca, John Textor demitiu Enderson Moreira, técnico que conquistou a Série B, e rompeu contratos com os patrocínios e os futuros patrocínios para ir em busca de melhores contratos.

Em relação as dívidas, a lei permite que cada clube tenha seis, prorrogáveis por mais quatro, para quitar todas as dívidas nas áreas cível e trabalhista. Caso não sejam resolvidas, a dívida volta a ser da SAF. A legislação determina que cada SAF repasse 20% de sua receita ao clube com o intuito de ajudar no pagamento de dívidas em seis anos. Assim que o Fenômeno assumiu o Cruzeiro, ele pagou mais de R$22 milhões, do seu próprio bolso, dívidas que o Cruzeiro tinha com o Defensor-URU, Mazlatán-MEX e Tigres-MEX.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top