Ponte Preta

‘Continuar o trabalho e se fortalecer’, pede Kleina após derrotas da Ponte

'Continuar o trabalho e se fortalecer', pede Kleina após derrotas da Ponte

A Ponte Preta desperdiçou duas oportunidades reais de escapar da zona de rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro ao ser superada por Remo e Vitória, concorrentes diretos na luta por permanência.

Após tropeço diante do Leão, em Salvador, Gilson Kleina adotou discurso de recuperar motivação da Macaca na temporada para evitar queda à Série C.

+ Kleina lamenta revés da Ponte Preta em Salvador: ‘Poderia ter saído com ponto’

“Essa sequência mostra que a gente tem que continuar o trabalho e se fortalecer. A confiança tem que vir dentro de cada um para gente poder trabalhar a cabeça de todos. É trabalhar um jeito forte para gente poder competir no momento. É simplificar nesse momento em que nós estamos nessa zona incômoda para gente fazer com que possa reverter essa situação. Não está faltando trabalho e não está faltando entrega. Está faltando um deslize que algumas coisas fogem da nossa alçada no sentido de querer poder dar uma sequência. A gente sempre está trocando alguma peça, mas sempre acreditando que essa peça também que for fazer parte do nosso elenco seja forte. Que ela possa construir junto com a gente”, declarou, em coletiva de imprensa.

“É a gente se reunir, por mais que nós tenhamos uma viagem aí pela frente. É um treino só que nós temos na quinta-feira, mas a gente tem que buscar a vitória. A gente tem que unir, trazer energia positiva, fazer um vestiário forte de novo e levantar a cabeça. Nós temos um elenco bom. Se precisar qualificar, nós vamos qualificar. Tanto eu quanto a diretoria estamos atento com isso, mas o principal é tentar fazer essa vitória para gente poder dar uma sequência de resultado positivo. Nós vínhamos construindo isso. Nós vínhamos empatando. Era um pontinho aqui e um pontinho ali que a gente respirava. Agora não”, continuou.

“Agora a gente tem que buscar uma vitória. Não adianta também desesperar e desorganizar. A gente sabe que vai ter que ser uma equipe organizada contra o Goiás, que teve uma vitória contra o Botafogo e que vai estrear o seu treinador novo na sexta-feira, mas enfim. Esses são problemas do adversário. Nós temos que olhar para dentro. É motivar bem essa equipe, mobilizar esses jogadores, ver aqueles que tem condições para voltar e aqueles que tem condições de jogar na sexta. Independentemente de quem entrar, que a Ponte possa ser forte e, principalmente, fazer a vitória”, completou.

CALMARIA

Gilson Kleina tratou de conter a pressão pelo péssimo momento na temporada e lamentou baixa pontuação da Ponte Preta na Série B.

“Nós temos que fazer jogo a jogo. Nós trabalhamos em cima muito para esse jogo do Remo e para o jogo do Vitória. Infelizmente, escaparam algumas situações que são coisas do futebol. Eu acho que nós fizemos um grande jogo contra o Náutico. A plataforma de jogo estava montada. Infelizmente, nós perdemos peças que a gente estava fazendo esse modelo de jogo para o jogo do Remo e da mesma forma para esse jogo. Então a gente está tentando reunir esses atletas e em cima da característica, tentando mudar o menos possível, mas também é a gente ter uma condição de você poder atacar”, disse.

“Se você não atacar também você não ganha o jogo. Então eu acho que a gente está tendo coisas boas no jogo. Nós não estamos conseguindo sustentar, de repente, esse controle. Quando nós oscilamos, infelizmente, não estamos tomando gol. É tentar trabalhar essa situação e trabalhar esse foco. Nós precisamos reconstruir o resultado de vitória. Não resta a menor dúvida”, prosseguiu.

“A nossa pontuação é ruim. Todo mundo sabe disso. Todo mundo está incomodado com isso, principalmente nós que estamos aí no dia a dia. É o que a gente tem que acreditar. É levantar a cabeça, trabalhar e pedir o apoio do nosso torcedor, porque a gente sabe que é cobrança e exigência, mas vamos ter que jogar junto para gente poder realmente sair com força e todo mundo unido”, completou.

TABELA

Sem vencer há cinco rodadas, Ponte Preta, na vice-lanterna com apenas nove pontos, volta a campo pela Série B do Campeonato Brasileiro nesta sexta-feira, 23 de julho, diante do Goiás, quarto colocado, no Estádio Moisés Lucarelli, às 20h.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top