Corinthians

Corinthians não consegue transformar Neo Química Arena em fator positivo

Corinthians Neo Química Arena
Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians
— Continua depois da publicidade —

O Corinthians empatou sem gols com o Atlético-GO nesta quarta-feira (30), na Neo Química Arena. Além de mais um resultado ruim, que deixa a equipe perto da zona de rebaixamento, o desempenho também preocupa, pois não há evolução.

Desde 2014, quando a Neo Química Arena foi inaugurada, o Corinthians sempre teve em sua casa uma grande fortaleza. Em época de pandemia do novo coronavírus, o Alvinegro não tem sua torcida para apoiar o time, mas esse não é o único fator pelo aproveitamento ruim no estádio.

Até o momento, são duas vitórias — Coritiba e Bahia —, três empates — Fortaleza, Botafogo e Atlético-GO — e uma derrota — no Derby contra o Palmeiras — em seis jogos na Arena nesta atual edição do Campeonato Brasileiro. O aproveitamento é de 50%, com nove pontos conquistados de 18 possíveis.

Os problemas no time do Corinthians

Os resultados refletem exatamente o que o Corinthians apresenta em campo. A defesa está entre as piores do campeonato, com 17 gols sofridos. O ataque já chegou a ser o melhor da competição, mas também não vem sendo eficiente e o Alvinegro está há dois jogos sem marcar, contra Sport Recife e Atlético-GO; são 15 ao todo no Brasileirão.

Com dificuldades em todos os setores, a parte de criação também não fica para trás. O meio-campo do Corinthians é apático e constrói pouco. Em muitos jogos, o setor foi nulo e totalmente improdutivo. Será Cazares a solução para esse problema?

Vale ressaltar que o aproveitamento do Timão em sua Arena era superior aos 70% durante os seis anos de existência. Os 50% no Brasileirão 2020 estão muito abaixo do que a porcentagem anterior. Claro que a ausência da torcida interfere, mas não dá para negar que o desempenho da equipe é o principal motivo pela campanha ruim.

O resumo do que vem sendo o Corinthians é: os pontos positivos não são mantidos nos jogos seguintes e os lados negativos só aumentam.

Após mais um empate, Dyego Coelho reconheceu os problemas em entrevista coletiva:

— Precisamos melhorar, principalmente no treino, as situações de construção e da parte defensiva, que estamos melhorando. Esse foi o comentário lá dentro (no vestiário), não tomamos gol hoje. E a parte da criação temos que melhorar, estamos trabalhando para isso. No segundo tempo nós melhoramos com uma saída em três, descendo com o lateral, tendo mais posse para tentarmos fazer com que o ataque ficasse mais agressivo. O Léo Natel tem essa característica, jogou bem, é mais ou menos isso que vamos buscar. Ficar mais com a bola, a parte defensiva ficar mais sólida, para aí começarmos a fazer gols — analisou o treinador do Corinthians.

O Timão volta a campo já neste sábado (3), às 21h (de Brasília), contra o Red Bull Bragantino, fora de casa. São 13 pontos conquistados em 12 jogos disputados, resultados que colocam o Alvinegro em 14º.

LEIA TAMBÉM: Coelho fala de ‘falta de confiança’ no time do Corinthians e ressalta: ‘Mudanças requer tempo’

Para saber tudo sobre o Corinthians, siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitter Facebook.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top