Coritiba

Vasco da Gama x Coritiba: relembre jogos memoráveis

Coritiba e Vasco
Foto: Matheus Sebenello/Mowa Press

As equipes em 2020

Vasco e Coritiba irão fazer o seu segundo confronto do ano, no sábado (16), no estádio São Januário; o Coritiba, atual lanterna do Campeonato Brasileiro e com a pior ataque da competição (22 gols), joga pelo tudo ou nada – o Vasco da Gama, time que ronda a zona de rebaixamento e também é uma das equipes mais sofreu gols nesse Campeonato Brasileiro (39 gols sofridos), lida com a partida como primordial para sair da situação que se encontra. O jogo estará marcado não só por dois times que se encontram em situações complexas na competição, a partida também servirá para lembrar esse confronto que tantas vezes já foi palco de grandes jogos.

Torneio Roberto Gomes Pedrosa

Os dois times já se enfrentaram em jogos como o de 1969, na primeira rodada do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, naquele domingo, 07 de setembro de 1969, o Coritiba venceu a partida contra o clube carioca pelo placar de 2×1; naquele mesmo campeonato, o clube alviverde terminou em 12º, enquanto o Gigante da Colina, terminou em 17º na classificação final (último colocado).

Copa do Brasil 2011

Outros jogos mais do que memoráveis para a história desse confronto, são as partidas das finais da Copa do Brasil de 2011. O Coritiba, jamais tinha chegado tão longe em uma Copa do Brasil; suas melhores colocações tinham sido em 1991, 2001 e 2009, quando o time disputou as semifinais da competição. Já o clube do Alto da Colina, em 2006, tinha chegado até a final, porém, foi derrotado nas duas partidas pelo seu rival de estado, o Flamengo.

Como foi definido pelo sorteio do dia 26 de maio daquele mesmo ano, a primeira partida do confronto foi realizada no estádio São Januário, com mando de campo da equipe carioca. O time do Alto da Glória era recheado de jogadores que são muito bem lembrados pela torcida até hoje, eram eles: Edson Bastos, Rafinha (está de volta ao Couto Pereira desde 2019), Anderson Aquino, Marcos Aurélio, Vanderlei, Tcheco, o Angolano Geraldo e o técnico dessa equipe era o saudoso Marcelo Oliveira. Também do lado alvinegro, o time contava com Fernando Prass, Diego Souza, Fagner, Dedé, Alecsandro, Felipe e o maestro da equipe era o técnico Ricardo Gomes.

Jogo de Ida

O jogo de ida das finais ocorreu no dia primeiro de junho, às 21h50 (horário de Brasília). Mesmo com boa atuação do goleiro Coxa-Branca, Edson Bastos, o Vasco da gama venceu a partida pelo placar de 1×0, com gol na segunda etapa de Alecsandro e com esse placar deixou tudo aberto para o jogo da volta no Couto Pereira na semana seguinte.

O apagar das luzes

Já o jogo da volta, o que não faltou foi emoção. A aplicação da regra do “gol fora”, fazia com que o Coxa tivesse que vencer a partida por mais de dois gols de diferença, sem que tomasse nenhum gol da equipe carioca. O jogo foi difícil, nenhuma das duas equipes pararam de buscar o resultado em nenhum momento. O Coritiba, mesmo jogando em casa e tendo a obrigação de fazer o placar, saiu atrás no marcador, Alecsandro, aquele mesmo que fez o gol no jogo de ida, foi quem estreou o placar em Curitiba. Mas aquela partida teria que dar mais emoção para quem foi assistir, pouco mais de 15 minutos depois do gol vascaíno, o Coxa empata a partida com um gol de cabeça de Bill; ao apagar das luzes do primeiro tempo, Davi, o 10 Coxa-branca, faz o segundo do Verdão.

Após mais de dez minutos do reinicio de jogo, toda a boa atuação da primeira partida das finais de Edson Bastos, foram por água a baixo; Eder Luís, com um chute de média-distancia, deixa tudo igual no Couto Pereira. Nesse momento, o Alviverde estava em uma situação complexa para conseguir o tão almejado título da Copa do Brasil. Mas parece que os jogadores queriam fazer com que o valor pago no ingresso valesse a pena. Em uma bola solta na entrada da área, o meio campista Willian, acertou um belíssimo chute no ângulo de Fernando Prass; para aqueles que estavam no estádio, talvez fosse o ânimo necessário para que o Verdão fosse atrás do título. Bill até que tentou por diversas vezes, mas não iria sair daquilo. O Coritiba venceu, mas não saiu com o título naquela noite.

Muitos jogadores ficaram marcados na história do clube naquela campanha e a partir daquele ano, Coritiba e Vasco da Gama tem sempre um gosto diferente para cada um dos seus torcedores.

A partida da trigésima rodada do Campeonato Brasileiro 2020/2021 trará de volta essas duas equipes frente a frente novamente. Acompanhe tudo sobre o jogo e sobre as equipes no Twitter, Facebook e Instagram do Esportes News Mundo.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top