Mais Esportes

Coronavírus: Sem vacina, é ‘irrealista’ pensar em Tóquio 2021, diz pesquisadora

Prevista para acontecer em 2020 e adiada para 2021 – entre os dias 23 de julho e 8 de agosto -, por conta da pandemia do novo coronavírus, a edição das Olimpíadas de Tóquio pode não acontecer, principalmente se não for encontrada uma vacina para conter a doença. A afirmação é da professora de Saúde Pública Global da Universidade de Edimburgo, Devi Sridhar, em entrevista à BBC.

Segundo ela, pensar em realizar as Olimpíadas e as Paralimpíadas sem uma vacina contra o coronavírus é ser “muito irrealista”. Além disso, o tratamento eficaz seria um divisor de águas, caso os Jogos ocorram.

“Estamos ouvindo dos cientistas que isto é possível. Antes, achava que seria daqui a um ano, um ano e meio. Mas estamos ouvindo que pode ser antes. Se conseguirmos a vacina em um ano, sendo disponível, eficaz e acessível, é realista pensar nas Olimpíadas”, disse a professora.

Nos últimos dias, já há um certo clima de incerteza para a realização de Tóquio 2021, visto que há muita imprevisibilidade no âmbito global e também local, pois o Japão está em estado de emergência pelo surto da COVID-19 até pelo menos o dia 6 de maio.

Foto: Divulgação

Um comentário

Um comentário

  1. Pingback: Cientista japonês se mostra pessimista para realização de Olimpíadas em 2021 - Esporte News Mundo

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo