Futebol Internacional

Courtois reclama contra calendário de seleções: ‘Só importa o dinheiro’

Courtois Bélgica
Photo by Lars Baron/Getty Images

A possibilidade de um aumento no calendário de jogos de seleções começa a ganhar os primeiros contra a ideia da UEFA e da FIFA. Thibaut Courtois, goleiro da Bélgica e do Real Madrid, se pronunciou após a derrota da Bélgica para a Itália na disputa de terceiro lugar da Nations League reclamou que as duas entidades só pensam em ganhar dinheiro. Além disso, o arqueiro frisou que isso prejudicaria até as férias dos jogadores visto que o curto tempo seria colocado para as partidas entre times nacionais.

— Esta disputa pelo terceiro e quarto lugar é apenas uma disputa pelo dinheiro e temos que ser honestos sobre isso. Só o jogamos porque significa dinheiro extra para a UEFA. Veja o quanto as escalações de ambas as equipes mudaram. Se ambas as equipes estivessem na final, outros jogadores teriam jogado na final. Isso só mostra que jogamos muitos jogos — afirmou o goleiro.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Além do torneio de seleções, Courtois se revoltou também contra a tentativa de criação de um torneio entre clubes: a Superliga. Além disso, o goleiro relembrou que todas as atitudes por novas competições não envolvem os jogadores e que acabam visando apenas a possibilidade de ganhar mais dinheiro.

— Eles (UEFA) criaram um troféu adicional (Liga da Conferência). Sempre é o mesmo. Pode incomodar você que outras equipes queiram uma Superliga, mas os jogadores não importam. Eles só se preocupam com seus bolsos, com dinheiro — completou o goleiro, que criticou a ideia de ter uma Eurocopa e uma Copa do Mundo anual.

— É uma coisa ruim não falar sobre os jogadores. E agora você ouve que uma Eurocopa e uma Copa do Mundo serão disputados todos os anos. Quando vamos descansar? Nunca. Não somos robôs! Há cada vez mais jogos e menos descanso para nós. Ninguém liga para nós. Portanto, no final, os melhores jogadores se machucarão, se machucarão e se machucarão. No ano que vem teremos uma Copa do Mundo em novembro, temos que jogar até o final de junho novamente. Nós vamos nos machucar! Ninguém se preocupa mais com os jogadores. Três semanas de férias não são suficientes para os jogadores continuarem por 12 meses no nível mais alto. Se nunca dissermos nada, será sempre o mesmo — encerrou Courtois.

A ideia de ter torneios entre seleções da UEFA e FIFA de forma anual ou bienal seria para aumentar a concorrência entre as equipes. No entanto, o fator financeiro certamente seria pauta e levantaria um valor exorbitante para patrocinadores e marcas que pagariam para as entidades para terem seus nomes expostos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top