São Paulo

Crespo faz alerta para o rebaixamento, mas sonha com as competições internacionais: ‘Temos possibilidade de Sul-Americana e Libertadores’

Após o empate diante do Cuiabá, Crespo fala sobre as chances de classificação do São Paulo na Libertadores
Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O São Paulo não saiu do zero diante do Cuiabá, na Arena Pantanal, em partida válida pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro 2021. O resultado marcou o quinto empate seguido do Tricolor na competição. O Tricolor estacionou na 13ª colocação, com 30 pontos, distante quatro pontos da zona de rebaixamento.

FALA, CRESPO!

Na entrevista coletiva após o empate, o técnico Hernán Crespo comentou sobre a situação incômoda da sua equipe na competição e lamentou a sequência de resultados negativos, que aproximaram o São Paulo da zona de rebaixamento.

Atualmente, o Tricolor está distante quatro pontos do Z-4, mas por conta das duas finais brasileiras nas Copas Libertadores e Sul-Americana, as vagas para a próxima edição das respectivas competições aumentaram na tabela do Brasileirão.

A Libertadores, por exemplo, poderá contar com nove times brasileiros classificados ao final do campeonato, transformando o que era G-6 em G-9.

Para Crespo, embora as chances de classificação para as competições internacionais sejam grandes, o São Paulo deve ‘olhar para baixo’ e respeitar a situação próxima da degola:

– Temos que nos preocupar com a situação. Temos possibilidade de Sul-Americana e Libertadores, mas temos que respeitar e olhar para baixo, porque tem times importantes, como Grêmio e Santos. Devemos respeitar. 

Sobre o desempenho geral, Crespo acredita que a equipe tem condições de se salvar. O treinador ainda argumentou que o Tricolor mereceu vencer as últimas partidas, contra Santos e Chape: 

– Acho que o time está em condição de se salvar, tranquilamente, mas falo sempre que nesse período vamos ter que lutar até o final. Acho que os últimos dois jogos merecemos ganhar. Contra a Chapecoense, com o Santos também tivemos chances de chegar ao gol. Quando empata, é difícil.

Ao contrário dos últimos jogos, que o São Paulo teve chances concretas de balançar as redes, diante do Cuiabá o panorama foi diferente. O Tricolor teve maior volume, mas finalizou apenas duas vezes ao gol, sem muito perigo.  

– Hoje tivemos posse de bola, acho que foi 65%, mas não foi concretizada. Não tivemos ocasiões para fazer gols. Tivemos situações perto do gol e não conseguimos concretizar. Estão jogando todos como Calleri, Luciano, Rigoni, mas em um momento assim de posse de bola não é suficiente, porque não conseguimos concretizar em chances – argumentou Crespo.

+ Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Facebook e Instagram

OREJUELA E A VAGA NA LATERAL DIREITA

Na coletiva, o comandante são-paulino ainda explicou a situação do lateral Orejuela, que outra vez não foi relacionado para a partida. O meia Igor Gomes, improvisado, ocupou a vaga pela direita.

Com a saída de Dani Alves e as lesões de Igor Vinícius e Galeano, o colombiano era o cotado para assumir a vaga pela direita, mas segundo Crespo, o atleta não estava à disposição para encarar o Cuiabá.

– Não tinha ele à disposição. Treinou dois ou três dias. Acho e espero que possa relacioná-lo para quinta-feira.

O São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira (14), diante do Ceará, no Morumbi. O Vozão é rival direto do Tricolor na tabela, ocupando a 14ª colocação, com apenas um ponto a menos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top