e-Sports

Criada por mãe gamer, iNCO Gaming mira expansão e Academy

Mãe Gamer, criadora da iNCO Gaming pretende expandir os negócios da organização
Arquivo pessoal

A organização iNCO Gaming nasceu da ideia de uma mãe, Susy Egert, que após ver a insistência do filho de 12 anos em Pubg (PlayerUnknown’s Battlegrounds), decidiu investir na ideia. 

Susy é empresária e está grávida novamente. Apesar disso, a CEO diz que tem mais de 20 filhos: os jogadores de suas lineups, que também frequentam sua casa entre uma competição ou outra. “É uma família de 35 players, 8 criadores de conteúdo e mais de 60 pessoas na empresa”.

Vale ressaltar que a empresa completou 1 ano de existência em abril. E, para além do Pubg, a organização conta com equipes de Free Fire, Call of Duty: Warzone e streamers de Valorant e outros jogos.

“Me chamam de mamãe Susy. Estou sempre presente, puxando a orelha quando precisam, mas participando das boas coisas também.” comenta e brinca a empresária e CEO da iNCO Gaming. Ela ainda conta que mantém contato direto com as mães dos players menores de idade, e tem permissão para agir como uma segunda mãe quando os jogadores estão em treino.

iNCO Gaming organização criada por mãe gamer pretende expandir os negócios
iNCO Gaming pretende se expandir e migrar para São Paulo. — Foto: Divulgação/iNCO Gaming

Para o próximo semestre, a iNCO tem diversos planos. Um deles é abrir duas equipes Academy, de Free Fire e Pubg. Segundo Susy, é importante para ela investir em novos jogadores de base, assim como no futebol. Outra novidade é que a iNCO já está de olho no Valorant Mobile, que não tem data de lançamento, mas é um interesse para o time.

Outro passo importante da equipe, será alugar uma Gaming House em São Paulo, para ficar mais perto dos servidores dos jogos e expandir os negócios da organização. A CEO conta que a equipe já possui uma GH, porém em Foz do Iguaçu, cidade natal de Susy.

Agora a equipe mira campeonatos nacionais e internacionais de games, como o Pro League Brasil e o PUBG Mobile Club Open (PMCO).

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top