Cruzeiro

Cruzeiro terá 30 dias para pagar dívida de Arrascaeta sob pena de ‘transfer ban’

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) negou o recurso do Cruzeiro e manteve a decisão da Fifa de obrigar o clube celeste a pagar uma dívida R$ 7 milhões ao Defensor (URU), sobre a compra de De Arrascaeta, realizada em 2015. Caso não efetue o pagamento, em até 30 dias após a notificação, a Raposa será impedida de registrar novos jogadores.

A informação foi divulgada pelo portal Goal. Com isso, o Cruzeiro tem até o dia 28 de junho para quitar o montante. Depois de sofrer o “transfer ban” e continuar sem efetuar o pagamento, outras penas como perda de pontos na Série B e um eventual rebaixamento à Série C poderão ser impostas.

O clube precisará desembolsar 1.151.500 euros (cerca de R$ 7,1 milhões), além 20 mil francos suíços (cerca de R$ 113,1 mil) por conta das custas processuais.

A batalha na Justiça acontece desde 2019, quando o clube celeste teve a decisão contraria ainda naquele ano, em agosto. O Cruzeiro acionou o TAS na tentativa de recorrer o resultado final. No entanto, ficou decidido, no dia 28 de maio, que o clube celeste deverá embolsar o montante aos uruguaios.

Arrascaeta chegou ao Cruzeiro em janeiro de 2015, quando o clube celeste desembolsou R$ 12 milhões por cerca de 50% dos direitos econômicos do jogador. Metade desse valor foi pago a vista, por empréstimo do empresário Pedro Lourenço, dono dos Supermercados BH. O restante seria parcelado.

No entanto, o clube mineiro não efetuou o restante do pagamento, o que trouxe os uruguaios a levar o caso à Justiça para tentar receber o dinheiro.

Arrascaeta disputou 188 jogos com a camisa do Cruzeiro e é o maior artilheiro estrangeiro da história do time estrelado, com 50 gols. Além disso, conquistou o Campeonato Mineiro de 2018 e as Copas do Brasil de 2017 e 2018.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top