Cruzeiro

Cruzeiro deve dois meses de salário e pagou somente 20% da folha de Outubro

Cruzeiro deve dois meses de salário e pagou somente 20% da folha de Outubro
Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro vive um drama tanto na parte esportiva quanto na administrativa. O time celeste, que anda afundado em dívidas, novamente tem problemas de honrar compromissos e manter sua folha salarial em dia. A informação foi dada inicialmente pelo repórter Samuel Venâncio, da Rádio Itatiaia, e confirmada pela redação do Esporte News Mundo com fontes ligadas ao clube.

Além disso, a folha salarial do setor administrativos do clube, das categorias de base e do futebol feminino completou dois meses sem pagamento. O Cruzeiro, que tem encontrado dificuldades de honrar com seus compromissos, precisa, ainda, pagar a segunda parcela do 13º até o dia 20 de dezembro.

Desde a folha de agosto, o Cruzeiro não consegue pagar integralmente a sua folha salarial. Não cumprir com esses meses de salário pode dar brechas para rescisões na Justiça do Trabalho, assim como já aconteceram no início do ano com David, Fred e Rafael, que deixaram a Toca da Raposa II neste ano.

O Cruzeiro tem usado dinheiro de transferências para pagar a folha de jogadores e funcionários. Em junho, o clube vendeu o zagueiro Edu para o Athletico-PR por R$ 2,5 milhões; em outubro, a Raposa acertou a venda do meia-atacante Caio Rosa ao Shariah FC, dos Emirados Árabes, por R$ 3,3 milhões; além de ter liberado o meia Maurício ao Internacional por R$ 1,2 milhão mais a chegada de William Pottker com salários pagos até março de 2021.

Outro jogador que também gerou entrada de receita ao time mineiro foi o atacante Renato Kayzer, que foi transferido ao Athletico-PR por R$ 5 milhões, porém por dividir os direitos econômicos do atleta com outros dois clubes, o dinheiro da venda foi dividido da seguinte forma: o Cruzeiro ficou com R$ 3,5 milhões, o Vasco R$ 1 milhão, e o Atlético-GO, para o qual o jogador de 24 anos estava emprestado, R$ 500 mil.

Portanto, o Cruzeiro espera concretizar mais uma venda para poder aliviar as contas deste final de ano. O clube celeste pretende acertar a venda, em definitivo do lateral-direito Orejuela, que está emprestado ao Grêmio, para o próprio time gaúcho, entretanto, a pedida é alta, 3,5 milhões de euros (R$ 21,6 milhões). Ambas diretorias seguem em negociação e deve ter um desfecho em breve, já que o contrato de empréstimo do jogador com os gaúchos tem duração até 31 de dezembro de 2020.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top