Cruzeiro

Em tarde de muitos erros, Cruzeiro e São Paulo ficam no empate na estreia do Brasileiro sub-17

Cruzeiro x São Paulo Brasileiro sub-17
Foto: Rodolfo Rodrigues/Cruzeiro

O Brasileirão sub-17 começou para Cruzeiro e São Paulo com um empate em 1 a 1, na Arena do Calçado, em Nova Serrana-MG, em um jogo marcado por muitos passes errados, gramado irregular e até cera dos jogadores cruzeirenses. O time mineiro saiu na frente no 1º tempo, mas viu o São Paulo empatar, em cobrança de falta, nos acréscimos da etapa final.

Com uma categoria reformulada, depois de campanhas irregulares nos anos anteriores, os donos casa exerceram o domínio do jogo, que até começou equilibrado em chances. As ações do meio de campo eram todas da equipe celeste, que criou bastante, mas pecou no último passe e deu chance para o adversário. Aos 25 minutos, Italo, do Cruzeiro, cometeu pênalti sobre Caio Matheus, o camisa 7 bateu forte e cruzado, mas o goleiro Otávio salvou.

O Cruzeiro continuou criando e desperdiçando. Aos 32′, roubada no meio de campo, Vitor Roque foi lançado e cara a cara com o goleiro Leandro acabou jogando a bola para a linha lateral. O São Paulo respondeu mais uma vez com Caio Matheus, ele fez linda jogada pela direita, chapelou dois adversários e bateu forte, para mais uma boa defesa do goleiro Otávio.

Leandro Mathias ainda salvou mais uma boa jogada cruzeirense, que alçou na áream ninguém desviou e ele salvou com uma grande defesa, porém a situação mudaria logo seguida. Em uma rebatida, Leandro perdeu o tempo e foi encoberto pelo quique da bola, Vitor Roque acompanhou e completou para o gol vazio, abrindo o placar para o Cruzeiro. Depois do gol, o domínio do time da casa aumentou, assim como as chegadas pelos lados do campo sempre perigosas.

A volta para o 2º tempo trouxe times diferentes. Pelo São Paulo saíram os estreantes Daniel e Allan, que não foram bem no ataque tricolor, além do meia Roque, para a entrada de Rodriguinho, Maranhão e o também recém-chegado Kauê Canela. Pelo Cruzeiro, Matheus Reis deixou o campo para a entrada de Jhosefer.

O jogo não era bonito, o gramado também não ajudava, mas os times seguiram tentando. Rodriguinho mudou o jeito de jogar dos meninos de Cotia, levando perigo com dribles curtos e cruzamentos fechados, mas João Wellington, Italo e Jhosefer levavam a Raposa pra frente, que teve chances para matar o jogo. Leandro salvou duas, mas na mais impressionante, Kaíque Rodrigues, que havia acabado de entrar ficou cara a cara com o arqueiro, que caiu na tentativa de defender. Com tempo para decidir e o gol livre, o atacante cruzeirense chutou pra fora.

A punição pelo desperdício das chances aconteceu. Aos 47′, Caio Matheus fez jogada individual e sofreu a falta no lado esquerdo da intermediária ofensiva. Rodriguinho bateu a meia altura para o centro da grande área, a bola quicou e o goleiro Otávio, um dos principais destaques da partida, não acompanhou. Empate do São Paulo quase no último minuto do jogo, que deixou o resultado mais justo pelo que as equipes apresentarma.

Não foi uma partida bonita de se ver, com muitos passes errados, cera, faltas e um gramado que prejudicou o jogo, mas nada inesperado, para garotos de 16/17 anos, nervosos com a estreia e no caso das duas equipes, ainda identificando seus companheiros. O São Paulo, por exemplo, teve diversos novos jogadores, como Daniel Bôaz, Allan, Kayque Ryann e Lucas Inácio.

Apesar do jogo tecnicamente abaixo do esperado, pelos donos da casa, bom destaque par ao goleiro Otávio, João Wellington, Italo e Ícaro. No São Paulo, Caio Matheus apareceu muito bem em boa parte do jogo, mas Rodriguinho fez a diferença na conquista do empate e certamente foi o melhor em campo pelo tricolor.

Com um ponto cada, os times seguem suas caminhadas. O Cruzeiro visita o Grêmio, no próximo dia 15, às 15h, no mesmo dia e horário que o São Paulo recebe o América-MG, em Cotia.

Escalações

Cruzeiro: Otávio, Itálo, Wendel, Pedrão e Hugo; Pedro Henrique, Ícaro, Matheus Xavier e João Wellington (Maykon); Matheus Reis (Jhosefer) e Vitor Roque (Kayque Rodrigues); Téc: Mário Henrique

São Paulo: Leandro, Kayque, Ythallo, Lucas Inácio (Andrade) e Piauí (Léo Jance); Negrucci, Roque (Rodriguinho) e Luizinho (Deivid); Caio Matheus, Daniel Bôaz (Maranhão) e Allan (Kauê Canela); Téc: Menta

Gols: Vitor Roque, para o Cruzeiro, aos 42 do 1º tempo e Rodriguinho, para o São Paulo, aos 47 do 2º tempo

Para saber tudo sobre o CRUZEIRO e o SÃO PAULO , siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram Facebook!

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top