Cruzeiro

Pela primeira vez desde 2016, Cruzeiro ficou com nove jogadores em campo para disputar uma partida

América-MG x Cruzeiro, pelo Campeonato Mineiro, na Arena Independência, em Belo Horizonte. // Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Na derrota deste último domingo (21) diante o América, o Cruzeiro teve dois jogadores expulsos, o lateral-esquerdo Matheus Pereira e o zagueiro Eduardo Brock. A última vez que a equipe celeste esteve com nove atletas em campo para enfrentar um adversário, foi em 2016, também em um clássico, mas contra o Atlético.

Na oportunidade, a Raposa bateu o Galo, no Independência,  por 3 a 2. O jogo era válido pela 7ª rodada do Brasileirão de 2016. No entanto, o Cruzeiro terminou a partida com oito atletas em campo. O lateral-esquerdo Bryan, juntamente com Marcos Rocha, foi expulso aos 59’. O lateral-direito Lucas, tomou o segundo cartão amarelo aos 78’ e foi para o chuveiro mais cedo. Por fim, o volante celeste Lucas Romero deu uma rasteira em Leandro Donizete e recebeu o vermelho, nos acréscimos da segunda etapa. Os gols da vitória foram marcados por Alisson, Riascos e Bruno Rodrigo.

No ano passado, o Cruzeiro chegou a ter dois jogadores expulsos em uma partida. Na 31ª rodada da Série B, Giovanni Piccolomo e Willian Potkker foram punidos diante o Sampaio Corrêa. Porém, Piccolomo levou o cartão vermelho quando já havia sido substituído. Com isso, a Raposa não ficou com nove jogadores em campo. A partida terminou 1 a 0 para os celestes.

Em 2017, ocorreu outra ocasião em que dois atletas estrelados foram expulsos no mesmo jogo. Diante o São Paulo, na 20ª rodada do Brasileirão, Digão e Rafael Sóbis receberam a punição pelo árbitro. Entretanto, Sóbis foi expulso após o termino do confronto. O jogo terminou 3 a 2 para os paulistas.

Para saber tudo sobre a Raposa, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top