Cruzeiro

Jogadores da base perdem espaço com Felipe Conceição e só são titulares em caso de desfalques

Nos três jogos que o Cruzeiro disputou em 2021, em dois deles Felipe Conceição escalou jogadores da base como titulares, ambos substituindo desfalques.
Titular durante a Série B, Matheus Pereira perdeu espaço com Felipe Conceição; Stênio ainda não chegou receber oportunidades - Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Após a temporada 2020, em que o Cruzeiro precisou “usar e abusar” das categorias de base, em apenas um jogo em toda a época não houve ninguém com passagens pelos times jovens do Cruzeiro como titular, o ano de 2021 começa com uma recorrência menor aos atletas com experiência na Toca da Raposa I. O treinador Felipe Conceição tem preferido mandar aos jogos equipes mais experientes e rodadas.

Até agora, nos três jogos que o Cruzeiro disputou, em dois deles houve um jogador da base começando como titular, mas em ambas as ocasiões isso aconteceu por desfalques de outros atletas. Já no primeiro jogo oficial da temporada, contra o Uberlândia na estreia do Campeonato Mineiro, Weverton, de apenas 18 anos foi o jovem que começou jogando, mas por uma emergência, visto que Ramon testou positivo para Covid-19, Cacá havia sido vendido, além de Paulo e Léo estarem lesionados.

No jogo seguinte, contra a Caldense, pela segunda vez em um ano e sete meses, o Cruzeiro entrou em campo sem nenhum jogador com passagem pelas categorias de base do clube. Na sequência, o Cruzeiro pegou a URT e voltou a ter um ex-Toca da Raposa I entre os titulares. Com a lesão de Matheus Neris, contratado para o ano de 2021, Adriano foi escolhido como substituto do camisa 5. Por Neris ainda estar de fora, o jovem volante deve seguir sendo o único titular revelado na “Toquinha”.

Com Felipe Conceição, tem sido mais comum jogadores vindos da base do Cruzeiro entrarem na segunda etapa das partidas. O lateral-esquerdo Matheus Pereira, por exemplo, ainda não foi titular sob as ordens do novo treinador, mas jogou todas as partidas, entrando no decorrer delas. O atacante Thiago é outro que jogou em duas oportunidades, ambas vindo do banco de reservas. Em sete ocasiões, divididas entre Matheus Pereira, Thiago e Adriano, Conceição utilizou jogadores com passagens pelas equipes jovens da Raposa na segunda etapa dos jogos.

Estreia na Copa do Brasil

Na partida de amanhã (11), contra o São Raimundo (RR), pela primeira fase da Copa do Brasil 2021, a tendência é que mais uma vez, Adriano seja o único jogador formado nas categorias de base do Cruzeiro a começar entre os titulares. Mas também não é de se descartar que Felipe Conceição mude um pouco a equipe pela longa viagem e sequência de jogos já no início da temporada.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top