Cruzeiro

Após imbróglio e ação na Justiça, Cruzeiro reencontra Felipe Conceição pela Série B nesta terça

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro volta a campo, nesta terça-feira (19), às 19h, no Estádio Evandro Almeida, em Belém, no Pará, diante do Remo, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, em busca de voltar a vencer na competição e aspirar melhores posições na tabela de classificação da segunda divisão nacional. E, neste confronto, a Raposa reencontrará, após imbróglio e ação na Justiça, seu ex-técnico Felipe Conceição

Isso porque o treinador agora comanda o elenco do Remo, e antes de conseguir assumir o seu novo cargo, uma confusão marcou o fim da passagem de Felipe Conceição pelo Cruzeiro. É que, mesmo após o clube ter anunciado a sua saída e oficializado Mozart como novo técnico celeste e, inclusive, já o ter tido como comandante a beira do campo, o nome do ex-treinador ainda constava na CBF como funcionário do clube mineiro. 

Esse ocorrido impedia Felipe Conceição de “tomar posse” de sua posição no time paraense. O técnico, então, entrou com uma ação na Justiça para conseguir exercer sua função e teve decisão a seu favor, com a juíza do caso determinando que o Cruzeiro cumprisse a decisão de retirar o nome do comandante de seu quadro de funcionários em 24h sob pena de multa diária de R$ 50 mil. Horas depois, a rescisão contratual entre o clube e o treinador já constava no BID. 

Veja também: Torcida organizada do Cruzeiro marca protesto para esta segunda

Agora, livre de imbróglios entre o treinador e o Cruzeiro, o reencontro é certo. O que não se sabe é o que será do duelo em campo. Apesar disso, tem tabu histórico em campo e outro reencontro. É que Cruzeiro e Remo não se enfrentam desde 1994, quando o time paraense goleou a Raposa por 5 a 1 em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro da época. Além disso, o time mineiro não vence o time paraense há 42 anos

A última vez que o time celeste venceu o Remo foi em 1979, pela Copa do Brasil daquele ano. Os cruzeirenses superaram os paraenses por 3 a 0. Depois disso, foram cinco jogos, sendo três derrotas celestes e dois empates. O histórico geral também não é favorável para a Raposa: são 10 jogos, duas vitórias, quatro empates e quatro derrotas. 

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top