Cruzeiro

Há 100 anos, Cruzeiro, como Palestra Italia, entrava em campo pela primeira vez

Um dos primeiros times da história do Palestra Foto: Acervo/Cruzeiro

Neste ano, mais precisamente em 2 de janeiro, o Cruzeiro completou 100 anos de sua fundação. E, naquele 1921, ano de criação do clube, o primeiro jogo oficial custou um pouco a acontecer. O então Palestra Italia, como era nomeado na época, só entrou em campo em 3 de abril daquele ano. A primeira página da história da futura Raposa, então, foi escrita. 

Naquela data, um domingo à tarde, com apenas quatro meses de existência, o Palestra Italia teve como primeiro adversário uma equipe que mesclava jogadores do Villa Nova e do extinto Palmeiras, ambos de Nova Lima (MG). O jogo amistoso, disputado em Belo Horizonte, colocou em campo pelo time mineiro recém-fundado jogadores oriundos do Yale, outro clube de origens italianas, e o zagueiro Ciccio, que defendia o Guarany. 

A partida foi disputada no extinto estádio do Prado Mineiro, onde hoje é ocupado pela Academia de Polícia Militar de Minas Gerais, no bairro Prado, em Belo Horizonte. O público registrado para aquele duelo foi de 1.500 pessoas, capacidade máxima das arquibancadas do espaço.  

Campo do Prado Mineiro, onde o Palestra Italia estreou em 3 de abril de 1921 – Foto: Reprodução/Livro O Palestra e os Palestrinos

— Os primeiros meses de fundação do Palestra Italia foram reservados para a resolução de situações burocráticas e de outras coisas como a escolha do material esportivo. E por ser um clube totalmente criado pela comunidade italiana, muitos atletas italianos de outras equipes da época escolheram jogar pelo Palestra Italia, o que acabou criando a lenda urbana de que o Palestra era resultado de uma dissidência do Yale. É uma inverdade esta afirmação porque o Yale seguiu jogando nos campeonatos até 1925 —, destacou Anísio Ciscotto, historiador e Conselheiro Nato do Cruzeiro. 

Aquele primeiro jogo da história do Palestra Italia marcou, também, a primeira vitória do time mineiro, futuramente chamado e conhecido como Cruzeiro Esporte Clube. Nani balançou as redes duas vezes, tirando o empate do placar e se tornando o principal responsável pelo 2 a 0. Ele, claro, ficou marcado para sempre na história do clube. 

Na ata do jogo, registrada em 6 de abril do mesmo ano, três dias após o confronto, a vitória foi ressaltada. A boa atuação dos atletas, de acordo com o documento, rendeu um novo convite, dessa vez para enfrentar o Atlético-MG, atual rival celeste. O primeiro clássico da história, então, estava marcado. 

— Com a grande vitória sobre o Villa Nova, que naquele jogo contou com alguns jogadores do Palmeiras, a Associação Mineira de Cronistas Esportivos convidou o Palestra Italia a fazer uma partida valendo uma medalha da associação, e o adversário escolhido por eles na época foi o Clube Atlético Mineiro. Acabamos também vencendo esse jogo, desta vez por 3 a 0, com dois gols de Atílio e um de Nani —, disse Anísio. 

Confira a ficha técnica da partida: 

PALESTRA ITALIA 2 X 0 COMBINADO VILLA NOVA/PALMEIRAS   

Data: 03/04/1921 (domingo)   

Local: Estádio do Prado Mineiro, em Belo Horizonte-MG   

Motivo: amistoso   

Público: 1.500 torcedores   

Árbitro: Hermeto Júnior   

Gols: 2 x Nani (Palestra Italia)   

Palestra Italia: Nullo; Polenta, Ciccio, Quiquino, Américo e Bassi; Lino, Spartaco, Nani; Henriquetto e Armadinho   

Combinado Villa Nova/Palmeiras: Ferreira; Marcondes, Ruanico, Cristóvão, Baiano e Oscar; Raimundo, Gentil e Badú; Damaso e Juá 

Nas redes sociais, o Cruzeiro relembrou a data, que marca o centenário do clube. Confira: 

100 ANOS DEPOIS… 

Após 100 anos, o Cruzeiro entra em campo também em um domingo, mas dessa vez um dia após a data histórica, no dia 4. Às 11h, a Raposa enfrentará o Boa Esporte, em jogo válido pelo Campeonato Mineiro de 2021. Essa será a sétima rodada da competição e a segunda após o retorno da disputa, paralisada em razão do aumento do número de casos de Covid-19 em Minas Gerais. 

O Cruzeiro realizou o último treino para o confronto contra o Boa Esporte nessa sexta-feira (2) Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

E assim como naquele 3 de abril de 1921, o Cruzeiro precisa, e muito, da vitória. Isso porque, com apenas oito pontos – duas vitórias, dois empates e duas derrotas –, o Cruzeiro é o sexto colocado na tabela de classificação do Estadual. Inclusive, até o momento, a Raposa está fora da disputa das fases finais da competição. 

Além disso, um 2 a 0 como naquele amistoso de estreia não seria nada ruim para um elenco que, atualmente, tem a pior campanha de sua história, com apenas cinco gols em sete partidas. 

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top