Cruzeiro

Cruzeiro pede para Zé Eduardo retirar ação na Justiça e promete reintegrá-lo

Cruzeiro pede para Zé Eduardo retirar ação na Justiça e promete reintegrá-lo
Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O diretor de futebol do Cruzeiro, André Mazzuco, procurou o empresário do atacante Zé Eduardo, pedindo para que a ação do jogador contra o clube na Justiça seja retirado e prometeu reintegrá-lo ao elenco. No entanto, o atleta lida a situação com cautela e vai esperar a chegada do novo treinador, Felipe Conceição, para saber se será utilizado ou não.

A maior reclamação do jogador é por não ter tido oportunidades e que apenas ser reintegrado para não ser escalado não é o suficiente. Zé Eduardo irá pensar na situação para não se decepcionar novamente, já que o atacante saiu do América-RN em grande fase para não atuar mais na temporada com a camisa do Cruzeiro.

Recentemente, Zé Eduardo acionou o Cruzeiro na Justiça por atraso de salários pedindo rescisão imediata do contrato, em causa de R$ 2 milhões, que foi posteriormente indeferido pela Justiça, que ainda fará julgamento escutando ambas as partes no próximo dia 19.

O maior descontentamento de Zé Eduardo foi não ter sido utilizado no Cruzeiro. O atacante atuou por 20 minutos durante toda a temporada, na última partida de Ney Franco no comando da Raposa. Com Felipão, o jogador nunca entrou em campo e foi afastado do grupo após tentar negociação com o América-RN.

Com a chegada de Felipe Conceição, surge uma nova chance para a relação entre Cruzeiro e Zé Eduardo dar certo. Não só pela mudança no comando técnico, mas pela atual situação financeira do clube, que terá de se despedir de muitos jogadores por estar em sua maior crise financeira na história. Por isso, também, a Raposa tenta evitar mais confrontos jurídicos na Justiça.

Zé Eduardo já foi especulado no Fluminense Atlético-GO, no futebol turco e português, e se acertou com o ABC de Natal por empréstimo, mas todas as tentativas foram barradas pela diretoria cruzeirense. O atacante, de 21 anos, tem contrato com o Cruzeiro até 2024.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top