e-Sports

CS:GO: Valve muda diretrizes e dá ultimato a jogadores e organizações

Divulgação/BLAST

De acordo com informação apurada pelo jornalista Luís Miraa, do portal HLTV, a Valve anunciou esta semana que enviou um ultimato a sete organizações esportivas. O documento tratava da nova mudança nas diretrizes de e-sports de Counter Strike:Global Offensive. Marcelo “coldzera” David, Wilton “zews” Prado, Christopher “GeT_RiGhT” Alesund e Epitácio “TACO” de Melo são alguns dos nomes envolvidos. A mudança na postura da empresa indica futuras restrições permanentes e a punição pode envolver uma não ida ao Major.

+ CS:GO: MIBR vence EG e se classifica para a Blast American Finals
+ CS:GO: W7M anuncia Tuurtle em nova formação da equipe

O ofício enviado pela organização indica que a Valve adotará esta medida de maneira permanente a partir de 2021, visando um novo entendimento sobre conflito de interesses. A organização indica que este conflito é “uma ameaça a integridade dos Majors”. A nova postura foi determinada após a ESL One Road to Rio apresentar organizações adversárias que tinham os mesmos grupos de empresários como parceiros econômicos. A Valve ainda indica que enviou um documento com prazo de cinco meses para ser executado. Caso organizações e jogadores não encerrem os vínculos econômicos com grupos distintos, eles podem ter o impedimento de participar do Major ESL One Rio, adiado para novembro de 2020.

GeT_RiGhT e NiP estão envolvidas no ultimato da Valve – Divulgação/HLTV

Um dos grandes impasses envolve a organização Yeah Gaming, que tem zews, coldzera, TACO e Ricardo “dead” Sinagaglia como co-fundadores. Além do conflito com os quatro fundadores, a organização tem parceria econômica com a Immortals Gaming Club, dona da MIBR. Os envolvidos terão que desfazer as parcerias com outras organizações adversárias caso queiram participar do próximo grande torneio da Valve, o que provavelmente será o Major do Rio. Além dos brasileiros, o jogador GeT_RiGhT da Dignitas também terá que cortar vínculos econômicos com a NiP, ex-equipe do multicampeão. Por último, a Valve também entrou em contato com Tomi “lurppis” Kovanen, executivo da Immortals Gaming Club, que detém parte minoritária da ENCE. Caso lurppis não deixe de ser sócio da ENCE, as organizações envolvidas podem sofrer com uma não participação nos torneios da Valve.

3 Comments

3 Comments

  1. Pingback: CS:GO: GC Red Dragon Challenge agita semana do CS Brasileiro - Esporte News Mundo

  2. Pingback: CS:GO: FURIA vence pela classificatória da ESL Pro League Season 12 - Esporte News Mundo

  3. Pingback: CS:GO MIBR vence Yeah e avança no cs_summit 6 - Esporte News Mundo

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top