Atlético-MG

Cuca considera vitória contra o Cerro a melhor partida da temporada e confirma dupla ‘SavaHulk’ como titular

Cuca considera vitória contra o Cerro a melhor partida da temporada e confirma dupla 'SavaHulk' como titular
Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

O Atlético-MG goleou o Cerro Porteño por 4 a 0 na noite desta terça-feira (4), no Mineirão, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Com a vitória, o Galo assume a liderança do Grupo H da competição continental. O técnico Cuca, em entrevista coletiva após o jogo, disse que a vitória de hoje foi a melhor partida atleticana na temporada, mas fala em evolução, principalmente, a partir do confronto contra o América de Cali há uma semana, que o time alvinegro venceu por 2 a 1.

— Foi um jogo bem jogado. Contra o América também foi bem jogado, mas nós tomamos um gol que acabou pondo em risco o resultado, mas também tinha sido bem jogado. Eu acho que eles vão evoluindo a medida que vão tendo um conhecimento maior entre eles. A medida que os resultados vão acontecendo, eles vão pegando mais confiança, o ser humano é assim, movido a confiança para as coisas surgirem mais naturalmente. Temos muito a evoluir e a crescer ainda. Quando se ganha não quer dizer que está tudo certo e que não precisa mais evoluir, temos muita coisa para corrigir e tentar crescer como equipe num todo ainda.

Para essa evolução, o Atlético-MG teve que mudar seu esquema de jogo, ficando menos com a bola, fazendo um sistema de marcação mais forte e ser preciso nos contra-ataques. Cuca conta como pensou o Galo para enfrentar o Cerro e considera que a estratégia funcionou diante os paraguaios.

— Acho que o pessoal está entendendo bem, está aceitando bem marcar sob pressão e a gente mesclou essa marcação sob pressão, intermediária e e baixa também, então você não se expõe tanto a contra-ataques, sabe respeitar o cansaço que o jogador tem dentro do campo e eles, como jogadores inteligentes que são, sabem ultrapassar essas linhas também, tendo liberdade para se movimentarem e tem aproveitado bem. Hoje foi um grande jogo coletivamente e automaticamente, individualmente, as peças se sobressaem cada um de sua forma.

Apesar da nítida evolução do Atlético-MG de Cuca, o treinador disse que ainda falta muito o que corrigir, mas também valoriza os bons números na temporada.

— Não é o último jogo do ano, não adianta. No futebol, os domingos confirmam as quartas e vice-versa. Temos que nos preparar, a gente pega corpo e confiança, vamos nos candidatando aos títulos em cima de boas partidas em sequência. A gente vem tendo essas sequências. Temos 15 jogos na temporada com 12 vitórias, são números muito bons. A gente sabia que quando o desempenho viesse junto do resultado, as coisas tendem a melhorar em todos os sentidos, principalmente no anímico, no jogador pegar confiança executar as jogadas com mais naturalidade, como fizeram hoje, como fizeram no sábado passado, na terça contra o América. As coisas estão melhorando.

Preferência de jogadores

Apesar de ter dado uma sequência ao lateral-direito Mariano e ter utilizado Guga na vitória diante do Tombense no último final de semana, Cuca surpreendeu ao escalar o jogador de 22 anos para o jogo contra o Cerro. Segundo o treinador, não há muita diferença entre os dois jogadores.

— Ontem eu chamei os dois expliquei a eles a importância que eles têm e a necessidade que eu tenho de contar com os dois. Não vejo muita diferença neles, são dois grandes jogadores, grandes pessoas e nós vamos utilizando eles da forma que a gente entender ser o mais certo. O Guga fez um grande jogo tanto defensivamente quanto ofensivamente, ele encorpa bem a parte tática, assim como Mariano. Hoje foi a vez do Guga e ficamos satisfeitos com ele.

Ao final, Cuca elegeu a dupla Hulk e Savarino no ataque titular, mas também valorizou a rodagem do elenco.

— Eles têm aproveitado bem. O gol do Savarino foi uma prova disso, nas roubadas de bola, os arranques do Hulk tem evoluído muito. A gente está muito contente com eles. Dos que entraram, o Vargas entrou pouco, teve a chance e fez o gol. O Hyoran jogou muito bem, fez gol e hoje eu não o coloquei, tinha Marrony também para pôr. Eu quis dar um pouco mais de tempo para Tardelli e para o Sasha, que são jogadores importantes que a gente tem. Esse ano é atípico, precisamos rodar o elenco e quanto mais fizermos essa rodagem para todos irem pegando jogo também.

Para ficar informado sobre tudo que acontece com o Atlético-MG, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top