Cuiabá

Cuiabá tenta repetir a hegemonia da última década no Estadual

Foto: (AssCom Dourado)

Foto: AssCom Dourado

O Cuiabá conseguiu, mais uma vez, chegar a final do Campeonato Mato-grossense, confirmando o favoritismo inicial que a equipe detinha. O Dourado irá em busca de seu décimo título no próximo fim de semana e tenta, nesta década, repetir o grande desempenho da última.

De fato, não chegam a ser o maior campeão da competição, mas, nos últimos dez anos, poucos adversários no Estado tiveram a oportunidade de tirar o Dourado do topo. Além disso, é interessante ver como o time decolou em nível nacional em relação ao seus rivais e que, apesar do exagero, o “Cuiabayern”, apelido carinhosamente dado pela torcida, tem um tom de realismo neste contexto.

QUANDO SE INICIOU ESTE DOMÍNIO?

No começo da década passada, a equipe cuiabana ainda se encontrava na quarta divisão nacional, e de certa forma, tinha um cenário equivalente a seus adversários estaduais. Pode se dizer que havia equilíbrio até ali, o time com melhor status nacional na época era o Luverdense, onde se encontrava na terceira divisão até aquele momento.

Ainda em 2011, o time que já estava sobre o controle do Grupo Dresch, se sagrou campeão estadual de forma muita dura com altos e baixos ao longo do campeonato. No ano seguinte, de novo foi a final, entretanto foi vice campeão.

Logo em seguida, emplacou três títulos nos três anos seguidos, e no âmbito nacional começavam a almejar feitos maiores para o clube. No começo desse tricampeonato, a equipe vivia realidade de lutar contra o rebaixamento da série C e no fim dele em 2015, passou a brigar pelo acesso, se tornava campeão da Copa Verde e o primeiro time do estado a conseguir uma vaga para um torneio continental.

Após esse feito, começavam a observar um certo desequilíbrio no futebol de Mato Grosso e ficou mais evidente com o declínio da equipe do Luverdense, que em 2016 foi rebaixado para a terceira divisão.

Novamente, o Cuiabá voltou e emplacou outro tricampeonato seguido de 2017 a 2019, passou de hexa para eneacampeão Mato-grossense, muito devido a gestão política. E entre esse tempo, conquistou o acesso para a segunda divisão nacional e observou vários de seus rivais, com potencial para evitar esse domínio, se afundarem em problemas financeiros que refletiram no campo.

A equipe da Capital não é a atual campeã, o título da edição de 2020 ficou com um time do interior, o Nova Mutum para a surpresa de muitos. Porém, está de volta esse ano e agora com uma disparidade técnica ainda maior entre os times. O Auriverde da Baixada tenta repetir essa hegemonia para rapidamente se tornar o maior campeão do Campeonato Mato-grossense.

Para saber tudo sobre o Campeonato Mato-grossense, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook!

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top