Fortaleza

David diz que Fortaleza sonha e tem capacidade de alcançar vaga na Libertadores: “A gente vem fazendo por merecer”

Foto: Reprodução/TV Leão

Nesta quinta-feira (08), mais uma entrevista coletiva foi publicada no canal da TV Leão, na plataforma YouTube. Desta vez, o selecionado foi o atacante David, autor de dois gols e uma assistência na goleada sobre o América-MG, que comentou sobre as chances do Fortaleza conquistar uma vaga na Libertadores, sobre a influência do treinador Juan Pablo Vojvoda em seus desempenhos e, também, a respeito de outros assuntos.

+ LEIA MAIS | Carlinhos chega à marca de cem jogos com a camisa do Fortaleza

Primeiramente, ao ser questionado se o Fortaleza pode alcançar, de fato, uma vaga na Copa Libertadores, David expôs não só o seu sentimento, mas de todo o elenco do Leão, ressaltando a humildade, mas, também, o mérito da equipe:

– Acho que sim. A gente vem mostrando, dia a dia e jogo a jogo, que a gente pode sim. A gente sonha e não custa nada sonhar. A gente vem fazendo por merecer. Com toda humildade, lógico, mas a gente vem trabalhando para isso.

Em seguida, David comentou a respeito da influência do técnico Juan Pablo Vojvoda nos bons desempenhos do Fortaleza, individual e coletivamente, e comentou o que o professor tem de diferente dos outros treinadores:

– O que ele cobra da gente. Intensidade, responsabilidade e compromisso de todos dentro de campo. Ataca junto, defende junto. Ele nos dá liberdade dentro de campo, tanto que o time roda muito. Ele estuda o adversário, sabe os pontos fortes e fracos, os jogadores que têm que atuar a cada jogo. Isso mostra que estamos preparados para enfrentar qualquer time.

+ Para ficar por dentro de tudo que acontece no Fortaleza, siga o Esporte News Mundo no Twitter, no Facebook e no Instagram.

Na partida diante do América-MG, David foi surpreendido por uma pipa, feita em sua homenagem por um torcedor do Fortaleza, que “invadiu” a Arena Castelão. Em tom de descontração, o atacante comentou, por fim, sobre o episódio:

– Creio que a maioria (dos jogadores) veio de comunidade. Quem não gosta (de soltar pipa)? (…) Agradeço pelo carinho. Ontem, estava fora do jogo, no banco, vi a pipa caindo aos poucos e fiquei bastante feliz. Que esse carinho possa permanecer e que eu possa sempre estar dando alegrias ao torcedor.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top