Guarani

Davó cita versatilidade tática no Guarani: ‘Sinto bem no meio do campo’

Davó cita versatilidade tática no Guarani: 'Sinto bem no meio do campo'

Davó é um dos jogadores com maior versatilidade tática no elenco do Guarani para disputa da Série B do Campeonato Brasileiro.

Atacante, de empréstimo renovado junto ao Corinthians até o fim da temporada, comentou sobre a mudança de posicionamento no Bugre e onde prefere jogar.

+ Davó revela plano de carreira pelo Guarani: ‘Conquistar coisas grandes’

“Eu já cheguei a conversar com o treinador, o Daniel (Paulista). Eu falei que eu me sinto bem jogando no meio do campo, mas também, se precisar, eu ajudo em outras funções. Aí é a dor de cabeça boa para o treinador. É óbvio que a gente é o grupo e tem a competitividade entre a gente. Cada um vai dar o melhor para ver o que o professor vai armar. Vamos dar essa dor de cabeça boa para ele”, disse.

“Eu acho que não é da minha característica essa bola de costas e ficar no pivô brigando, mas acredito também que existem outras posições agora de um nove. É até moderno. Alguns clubes estão utilizando. Aí também vai da característica de cada treinador. Eu já expus que gosto de jogar ali, mas também não tenho dificuldade em jogar pelos lados. Então, como eu falei, é uma briga boa e uma dor de cabeça boa para o Daniel”, adicionou.

COMPARATIVO

Sem ficar em cima do muro e adotar discurso protocolar, Davó respondeu a respeito das diferenças de trabalho entre Allan Aal, ex-treinador, e Daniel Paulista, contratado no meio de maio pelo Guarani.

“Eu acho que o modo do treinador Daniel… é claro que cada treinador tem o seu jeito, mas eu acho que mudou e deixou o esquema mais leve e nós mais à vontade dentro de campo ofensivamente e não só como marcar pressão. Então eu acho que essa leveza deu mais liberdade para os gols sair naturalmente, como ele fala, e não de pressão que tem que fazer gol. O nosso time está atacando. A gente treina. No jogo, a gente faz o que a gente treina. E aí as coisas estão acontecendo natural. Então isso é importante para todos aqui do grupo”, pontuou.

“Eu acredito que sim (mudança de atuação). No meu modo de ver, normalmente, esses clubes ou seleções não têm essa de individualidade. O importante é a vitória do grupo. Então, em muitas vezes, em alguns times, você vê um cara muito individual. Às vezes, é para aparecer. Eu não sei, mas aqui o mais importante é o Guarani e é a vitória do Guarani. Então não importa se vai ser eu e se vai ser o meu companheiro que vai fazer o gol. O importante são os três pontos no final”, finalizou.

TABELA

Com quatro pontos em seis disputados, Guarani volta a campo pela Série B do Campeonato Brasileiro nesta sexta-feira, 11 de junho, diante do Náutico, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, a partir das 21h30.

A provável escalação do Bugre para enfrentar o Timbu tem Gabriel Mesquita; Pablo, Thales, Carlão e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade e Régis; Bruno Sávio, Júlio César e Davó.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top