Campeonato Brasileiro

De virada e com polêmica da arbitragem, Flamengo vence o Internacional e se aproxima de mais uma conquista do Brasileirão

(Buda Mendes / Getty Images)

Uma decisão sem emoção e polêmica, não é uma decisão digna de Campeonato Brasileiro. E justamente em um torneio de pontos corridos, uma única partida pode ter sido a divisora de águas para determinar o campeão. Neste domingo, o Flamengo se colocou em vantagem e na liderança após vencer por 2 a 1 o Internacional, pela 37ª rodada do Brasileirão, no Maracanã. Edenilson, de pênalti, abriu o placar, enquanto Arrascaeta e Gabriel Barbosa viraram para o Rubro-Negro.

Personagem antes da partida, Rodinei também foi protagonista dentro de campo. Emprestado pelo Flamengo para o Internacional, o lateral só esteve na partida graças a uma cláusula de R$ 1 milhão paga. E o camisa 22 foi decisivo, porém de forma negativa. Após falhar no gol marcado por Arrascaeta no primeiro tempo, o defensor acabou sendo expulso por revisão do VAR em lance duvidoso em cima de Filipe Luís.

Arrascaeta foi o dono do jogo. Um gol e um assistência para colocar o Flamengo em vantagem na briga por mais um título Brasileiro. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

Jogando praticamente o segundo tempo todo com um a menos, o Internacional acabou vendo sua estratégia defensiva e de jogar pelo contra-ataque cair por terra com a pressão e a virada em gol de Gabriel Barbosa. Pressionado pela jogo sendo perdido e a liderança, o Colorado se jogou ao ataque da forma que pode, mas esbarrou em seus próprios erros para se complicar na briga pelo título brasileiro.

Com 71 pontos, o Flamengo assume a liderança do Campeonato Brasileiro e depende apenas de si para sagrar-se campeão. Na quinta-feira, o Rubro Negro visita o São Paulo, no Morumbi, às 21h30. Uma vitória decreta o título Brasileiro, em caso de empate ou derrota, a taça só irá para Gávea se o Internacional não vencer.

Já o Internacional fica com 69 pontos e agora em segundo lugar na tabela. Na última rodada, o Colorado precisa vencer o Corinthians, no Beira-Rio, na quinta-feira às 21h30 para ter alguma chance de ser campeão Brasileiro. Para isto, o Flamengo precisa perder em São Paulo. Em caso de empate, o Inter fica com o título pelo saldo de gols. Em qualquer outra circunstâncias, seja o time gaúcho não vencer ou o Rubro Negro conquistar os três pontos, o sonho de sair da fila no brasileirão segue.

O JOGO

Para depender apenas de si, o Flamengo tinha que sair do Maracanã com a vitória para se manter vivo na briga pelo título Brasileiro. Já para o Internacional, uma vitória acabaria com o jejum de 41 anos sem a conquista da competição nacional. E justamente pela maior necessidade, o Rubro-Negro começou tentando pressionar o Colorado, que vinha bem postado defensivamente.

A primeira boa chance veio com Bruno Henrique, que cortou pela esquerda mas bateu sem força de fora da área para defesa tranquila de Marcelo Lomba. Já o Inter foi efetivo na sua investida ao ataque. Moíses cruzou para Yuri Alberto na área, que tentou chegar na bola, mas acabou sendo puxado por Gustavo Henrique. Pênalti assinalado para o Colorado. Na cobrança, Edenilson bateu com força e confiança, sem chances para Hugo.

Expulso em lance polêmico e duvidoso, Rodinei, lateral emprestado pelo Flamengo, foi o vilão da partida para o Internacional. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

O gol deu o Inter bem desperto na partida que logo após, aos 13′, teve chance de ampliar o placar com Yuri Alberto, que pecou na finalização pressionado por Isla. O susto não abalou o Flamengo que manteve a posse de bola e tocando com tranquilidade para tentar achar os espaços para atacar.

Aos 28′, o Flamengo finalmente achou o espaço que tanto procurava. Bruno Henrique ganhou na velocidade de Rodinei, foi a linha de fundo e cruzou com perfeição para Arrascaeta, de canhota, só empurrar para o fundo da rede. Jogo empatado e campeonato ainda em aberto.

Com o empate, o Flamengo manteve a pressão e o Inter seguiu na sua postura defensiva, esperando um contra-ataque para tentar retomar a vantagem no placar. Com paciência, o Rubro-Negro seguia trocando passes, buscando os espaços, mas pecando na última bola para criar a chance de finalização. Aos 42, veio a melhor chance do Colorado de voltar a liderança do placar. Rodinei invadiu bem pela direita e finalizou, contando com desvio em Gustavo Henrique, para carimbar a trave de Hugo Souza.

Na volta para o segundo tempo, o Internacional logo ficou em desvantagem numérica em campo. E justamente no protagonista do pré-jogo. Emprestado pelo Flamengo para o Colorado, Rodinei esteve em campo justamente após o pagamento de uma clausula de R$ 1 milhão para poder jogar. Após lance jogo, o lateral acabou perdendo o tempo de bola e pisando no tornozelo de Felipe Luís. Após revisão do VAR, o camisa 22 do time gaúcho acabou expulso.

Faltou pouco para Pedro deixar o seu. O atacante teve dois gols anulados no segundo tempo no Maracanã (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

A expulsão deixou o Inter ainda mais na defesa e fez com que Rogério Ceni lançasse o Flamengo de vez no ataque. Aos 18′, a pressão finalmente deu resultado. Em passe magistral de Arrascaeta, Gabriel Barbosa apareceu por trás da zaga do Inter e finalizou no cantinho de Marcelo Lomba para virar o placar no Maracanã.

Em vantagem no placar, o Flamengo passou a jogar na inteligência e buscando o contra-ataque para tentar matar a partida. Já o Inter, partiu para o tudo ou nada e dando muito espaço para o Rubro-Negro chegar. Porém, ambos os times abusaram dos erros de passe por conta do nervosismo do jogo.

Com o placar praticamente definido, O Flamengo teve grandes chances de se colocar em vantagem ainda maior para ter mais conforto na última rodada. Pedro chegou a marcar duas vezes, ambas anuladas, uma por impedimento e outra por falta. Já no fim, outro que teve oportunidade de dar tranquilidade foi Bruno Henrique, que sozinho na área, chutou por cima.

FICHA TÉCNICA

Flamengo 2 x 1 Internacional

Estádio: Maracanã (RJ)
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Gols: Edenilson – 11′ 1ºT (INT), Arrascaeta – 28′ 1ºT (FLA), Gabriel Barbosa – 18′ 2ºT (FLA)
Cartões Amarelo: Diego, Pedro, João Gomes e Natan (FLA)
Cartões Vermelho: Rodinei (INT)

FLAMENGO: Hugo; Isla (Pedro), Gustavo Henrique, Rodrigo Caio (Nathan) e Felipe Luís; Gérson, Diego (João Gomes) , Bruno Henrique, Éverton Ribeiro e Arrascaeta; Gabriel Barbosa (João Lucas). Técnico: Rogério Ceni

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Rodinei, José Gabriel, Lucas Ribeiro e Moisés; Rodrigo Dourado (Jhonny), Edenilson, Patrick (Mauricio), Caio Vidal (Thiago Galhardo) e Praxedes (Heitor); Yuri Alberto (Peglow). Técnico: Abel Braga

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top