Atlético-MG

Derrota doída! Veja as invencibilidades perdidas pelo Atlético-MG na derrota no clássico

Foto: Pedro Souza/Atlético
Foto: Pedro Souza/Atlético

O Atlético-MG foi derrotado pelo América-MG por 2 a 1 em jogo realizado no Independência. Além das estatísticas pessoais, o revés tirou uma invencibilidade que durava 21 partidas. A última derrota havia acontecido há seis anos, pela primeira partida da final do Campeonato Mineiro de 2016.

Para além dos três pontos perdidos pela primeira vez no Brasileirão de 2022, a derrota no clássico também trouxe uma queda de invencibilidades importantes e extensas que carregava o elenco alvinegro, seja como mandante, com a equipe titular ou do estádio da partida. Veja algumas!

TABU COMO MANDANTE

O principal tabu que a equipe supercampeã do Atlético perdurava caiu na derrota para o América. Restando apenas 23 dias para o time completar um ano sem perder como mandante (atuando no Mineirão ou no Independência), a invencibilidade foi desfeita. A última vez havia sido contra o Fortaleza, na abertura do Brasileirão de 2021, por 2 a 1, no Gigante da Pampulha.

A força atuando dentro de casa ajudou o time a conquistar os títulos do Brasileirão e da Copa do Brasil de 2021. Neste período de invencibilidade como mandante, foram 36 jogos, com 31 vitórias e outros cinco empates.

Leia também:

“EQUIPE TITULAR”

O Atlético voltou a perder com a sua equipe considerada titular depois de muito tempo. A última derrota foi diante do Flamengo, no dia 30 de outubro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo era considerado uma “final antecipada” já que colocava frente a frente os dois principais concorrentes ao título da competição que, no fim, acabou ficando com os mineiros depois de 50 anos.

Desde então, o Galo ainda perdeu mais duas partidas, mas todas com o time considerado reserva. A primeira aconteceu contra o Grêmio, na última rodada do Brasileirão passado, quando o Atlético entrou em campo já campeão e foi derrotado por 4 a 3. A segunda vez rolou no Mineiro, contra a URT, quando Antonio Mohamed pôs a campo apenas jogadores que não tinham muitos minutos na temporada e descansou os principais atletas.

Para ficar informado sobre tudo acontece com o Atlético-MG, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram

CAIU NO HORTO?

O Atlético também tinha uma boa relação com o estádio Independência. Apesar de não ser o principal palco de suas partidas como mandante, a Arena ainda se tornava “caldeirão” quando o alvinegro precisou atuar por lá. Não haviam derrotas no local desde 2019, quando a Chapecoense visitou os mineiros e conseguiu sair com a vitória por 2 a 0.

Eram 920 dias sem o Atlético saber o que é derrota no Independência. A derrota para a Chape em 2019, coincidentemente também ocorreu em um 30 dia de outubro. Desde aquele jogo, o Galo voltou ao Horto em 16 oportunidades, venceu dez, empatou cinco e agora voltou conhecer a derrota.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top