Santos

Desgastado, Felipe Jonatan tem queda de rendimento, e lateral esquerda vira dor de cabeça para Cuca

Foto: Ivan Storti/Santos FC
— Continua depois da publicidade —

O problema da lateral esquerda voltou a aparecer no Santos. Com a queda de rendimento de Felipe Jonatan, único atleta da posição no elenco, a carência do setor ficou ainda mais exposta.

Sem opções no banco (e na base) o técnico Cuca terá dor de cabeça para manter o nível na lateral esquerda do Santos. Isso porque, com uma maratona de jogos pela frente, Felipe Jonatan sofrerá um desgaste ainda maior que o do restante do elenco, já que não tem um substituto imediato.

A única opção viável para Cuca é escalar o atacante Copete improvisado na posição. No ano passado, o colombiano chegou a fazer essa função, e não comprometeu. No entanto, Copete ainda aguarda a regularização de sua situação para poder voltar a atuar pelo Santos.

Em entrevista coletiva virtual após a partida contra o Vasco, Cuca afirmou que aguarda a liberação de Copete para poder recuperar Felipe Jonatan. O treinador ainda ressaltou que nenhum atleta aguenta uma sequência de jogos como essa sem ter uma queda de rendimento.

“Nós não temos na base nenhum pronto. Tenho o Copete, que infelizmente não pode atuar por condição burocrática. Vence contrato em alguns dias e terá condição. Felipe Jonatan tem desgaste grande, joga por dentro e por fora. Não conseguimos fazer os caras renderem tudo com muitos jogos em poucos dias. Jogador é igual um carro, tem hora que carro precisa de reparo, revisão, checagem geral. Para não te deixar na mão. Jogador precisa de treino, dar uma parada, se recuperar. Não conseguem nessa batida. Hoje perdemos o Jean Mota e temos que pensar bem para não perder ninguém”, disse o treinador.

Cuca tem observado a base do Santos com carinho, e tem aproveitado bastante os Meninos da Vila. No entanto, o técnico do Peixe ainda não encontrou nenhum garoto preparado para ser banco de Felipe Jonatan.

Maratona de jogos

Neste mês de setembro, o Santos fará, ao todo, oito jogos em 25 dias. O primeiro deles foi o empate contra o Vasco. Agora, no sábado, o Peixe enfrenta o Ceará, às 21h, no Castelão. Já na próxima quarta, o time do técnico Cuca reencontra Sampaoli, no jogo contra o Atlético-MG, na Vila Belmiro.

Além disso, neste mês, o Santos ainda terá um clássico contra o São Paulo e sua reestreia na Copa Libertadores, contra o Olímpia, do Paraguai.

Portanto, ter suplentes à altura é fundamental para o Peixe conseguir manter um bom ritmo no Campeonato Brasileiro. No ano passado, a clube também teve problemas na lateral esquerda, mas contratou Felipe Jonatan e Jorge, e resolveu a situação até o fim da temporada. Porém, nesta temporada, além de estar proibido pela Fifa de contratar reforços, o Peixe ainda passa por problemas financeiros.

Para saber tudo sobre o Santos, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo