Futebol

Diniz comemora gol do Santos originado na saída de bola com goleiro: “É fruto de trabalho”

DIniz
(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos empatou com o Red Bull Bragantino neste domingo (18). Depois de ficar atrás no placar duas vezes, o Peixe conseguiu o empate aos 50 minutos do segundo tempo. Após a partida, Fernando Diniz comentou o gol de Marcos Guilherme, que teve origem na saída de bola do goleiro e uma boa troca de passes.

QUER FICAR POR DENTRO DE TUDO SOBRE O SANTOS? ENTÃO SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

“Eu acho isso é fruto de trabalho. Não é o primeiro gol que a gente faz de saída de goleiro. O grande problema é que aqui no Brasil se um dia que acontece um erro, fazem igual fizeram no São Paulo. ‘Olha a saidinha’. A minha postura da saída com o goleiro sempre foi a mesma. Desde a época em que vocês começaram a noticiar meu nome na imprensa, no Audax. Nunca foi uma coisa para o jogador correr riscos exagerados”, analisou Fernando Diniz na coletiva de imprensa.

“Desde sempre a gente é um time que sabe jogar. Deveriam sempre saber jogar com segurança, em todos os times que eu passei. Aqui no Santos os jogadores estão sabendo tomar boas decisões. Tem hora que dá para jogar, tem hora que não dá para jogar. Mas o jogador que vai tomar a decisão no jogo”, completou o treinador do Santos.

Fernando Diniz focou também na falta de paciência que algumas pessoas têm com equipes que gostam de construir as jogadas desta maneira. “Nós criamos situações para fazer gols como este. Mas não é sempre que é possível sair jogando. Quando fica perigoso para nós, é sinalização clara que temos que sair jogando com segurança e fazer a bola longa. Falo isso a vida inteira. Existe uma insistência, quando as coisas dão errado, de falar que eu proíbo o jogador de fazer uma bola longa. Isso é algo que falo constantemente e gostaria que fosse mais veiculado”, relatou o técnico do Santos.

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O SANTOS:

+Marcos Leonardo relata superstição com Arzul antes de fazer gol de empate do Santos

+Diniz destaca evolução do Santos no segundo tempo contra o Bragantino e omissão do VAR: “Está lá para não marcar”

+Diniz entende pressão da torcida em relação a Pará e Madson, mas diz que precisa ter “olhar de técnico”

“O dia que acontecer, o jogador vai tomar a decisão. Hoje alguém poderia ter errado o passe no início da jogada. Se o passe dá errado e tomamos o gol ficam desencorajando as outras pessoas que fazem isso. Na Europa a gente fica batendo palmas. O Manchester City também erra na saída. Ano passado todo mundo lembra do Varane saindo errado no Real Madrid”, completou Diniz.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top