Futebol Feminino

Diretor de futebol feminino comenta sucesso das Gurias Coloradas no profissional e na base

Divulgação/Internacional

As categorias femininas do Internacional estão a todo vapor. Pela primeira vez, duas equipes das Gurias Coloradas estão nas semifinais do Campeonato Brasileiro. O time sub-18 avançou na fase de grupos e, pelo terceiro ano consecutivo, alcança essa fase. Já o elenco profissional, após emocionante confronto diante do São Paulo, buscou a vaga e chegou na semifinal do Brasileirão A1. O feito inédito foi conquistado na gestão de Claudio Curra, que assumiu em janeiro como diretor do futebol feminino.

Em contato com o Esporte News Mundo, através da assessoria de imprensa, o diretor de futebol feminino do Internacional falou sobre o sucesso que as Gurias Coloradas estão tendo em todas as categorias. Claudio Curra comemorou os resultados dentro de campo, creditando ao investimento e boa gestão da cúpula do clube. De acordo com ele, inclusive, isso começa desde cedo, como a busca por uma identificação entre atletas e instituição que já pode ser vista no Brasileirão Sub-18.

– Estamos no terceiro ano do campeonato Sub 18 e nos sentimos muito orgulhosos de estar entre os quatro finalistas. Já conquistamos um título e um vice-campeonato e esse ano estamos novamente na semifinal, lutando para chegar na final. Ressalto que no grupo de base o principal objetivo é formar nossas atletas para que elas tenham identificação Colorada, que acreditem sempre e que cresçam no clube, conquistado títulos ,mas, fundamentalmente, que elas tenham um crescimento técnico, que elas se desenvolvam como cidadãos, busquem igualdade de gênero, tenham uma possibilidade de mostrar ao público que o futebol feminino é uma modalidade que pode crescer e que pode desenvolver muito – afirmou Claudio Curra, diretor de futebol feminino das Gurias Coloradas.

Para saber tudo do Internacional, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

Se a categoria sub-18 chegou em três semifinais nas três oportunidades, na categoria profissional a emoção é diferente. Pela primeira vez na história as Gurias Coloradas alcançaram essa fase do Campeonato Brasileiro A1. Após a emocionante classificação sobre o São Paulo, o Internacional agora enfrenta o Palmeiras, para tentar a vaga na final. Esse resultado, na visão do diretor de futebol feminino, foi alcançado por conta de uma base estruturada e do trabalho que vem sendo feito.

– Estarmos com a vaga inédita, o que realmente mostra que o trabalho feito no Colorado é de excelência. A base que vem sendo formada e ajuda a gente a tornar o futebol profissional com uma melhor performance – avaliou o diretor de futebol feminino do Internacional.

O sucesso das Gurias Coloradas, todavia, não está presente apenas dentro das quatro linhas. Na visão do diretor de futebol feminino, o trabalho de gestão que está ocorrendo é o grande responsável. Claudio Curra, inclusive, citou desde as estruturas usadas pela categoria até os profissionais envolvidos no processo.

– Não existe um segredo para o sucesso. Não tem uma receita de bolo programada. Temos um trabalho sério, um investimento feito pela gestão, que é comprometida com o futebol feminino. Não negamos esforços para que tenhamos sempre o que é de melhor para as nossas meninas. Houve nesse ano um aprimoramento nos processos de gestão e investimento de estrutura. Temos a nossa casa, que é o SESC, além do nosso CT, que tem toda a estrutura que se precisa para tornar o Inter competitivo. Escolhemos um pessoal qualificado, que tem um espírito de luta e união. Fazendo com que o Inter esteja sempre em alto nível. Acredito que o trabalho de gestão de grupo feito pela direção e pela comissão técnica é uma das coisas que faz com que o Inter tenha essa capacidade de estar sempre brigando por títulos. E não deixando de dizer que é o Inter, um clube que acredita sempre e não desiste nunca. É nesse espírito que temos a satisfação de hoje estarmos entre os quatro melhores do país – finalizou o diretor de futebol feminino do Internacional.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top